Conecte-se agora

O poder não pode tudo 

Publicado

em

Nesta comemoração de mais um aniversário do Estado do Acre, pelo lado político pode ser usado como lembrança um fato que retrata muito bem de que, ninguém sabe o que passa pela cabeça do eleitor. E que a eleição tem o seu chamado imponderável. O então senador Guiomard Santos, chamado de “Pai do Acre”, por ter sido mentor do movimento autonomista que transformou o Acre de Território Federal em Estado, era apontado na ocasião como governador eleito, tal a projeção que teve o seu nome e por tudo o que já tinha feito pelos acreanos. As urnas abriram e quem venceu a eleição foi o professor José Augusto, que vivia no Rio de Janeiro, não tinha a projeção política que tinha o Guiomard, e entrou na disputa como uma zebra. É um episódio para reforçar que vitória não se comemora antes da urna abrir.

POR QUAL MOTIVO?

Quando se vê profissionais da saúde que estiveram por vinte anos no poder dando aula de retórica com críticas, e ensinando de que como deveria ter se comportado o governo do estado na pandemia, é de se perguntar a esses senhores por qual motivo entregaram a saúde sucateada? Ficar no academismo do debate com frases de efeito não os torna impunes.

FASE DE ACERTO

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, mandou uma postagem a respeito de nota da coluna para esclarecer que, não teve uma conversa definitiva sobre o seu afastamento da política na sucessão municipal, e se disputa ou não a reeleição. É natural essa sua prudência.

QUESTÃO DECIDIDA

Mas, o prefeito Ilderlei sabe com toda a sua experiência que, não há mais clima para ele disputar a reeleição, pelos problemas jurídicos sérios que está enfrentando. Até aqui nada impediria sua candidatura, mas na política, quando se passa os problemas que passou, é difícil ser candidato e obter sucesso, porque por mais que possa ser inocente, a queimação fica.

JOGANDO NO TUDO OU NADA

O governador Gladson anuncia para a próxima segunda-feira a reabertura das atividades comerciais, mesmo com a pandemia no vermelho. Os dias que se sucederão após a abertura dirão se agiu ou não certo. As aglomerações serão inevitáveis, é balela falar em protocolo.

POUCOS SEGUIRAM

Ora, ora, dona Aurora! Se o estado não teve a capacidade de fiscalizar o cumprimento do seu decreto de isolamento a lugares restritos, que a maioria da população e comerciantes não cumpriu, o estado terá competência de fiscalizar na abertura, com maior amplitude? Não terá.

MERCADORIA DIFÍCIL DE VENDER

Na política não há nada mais difícil do que a transferência dos votos. É uma mercadoria ruim de vender. É tolice, pois, afirmar de que vai ganhar o candidato a prefeito da capital que o governador Gladson apoiar. Por essa tese, o governador hoje seria o Marcus Alexandre.

CADA ELEIÇÃO É UMA ELEIÇÃO

A máxima de que cada eleição é um contexto diferente, é verdade. Quem votou no Gladson Cameli para governador, não necessariamente, irá como gado votar em quem ele der apoio.

SEM ADVERSÁRIO

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Nicolau Júnior (PP), construiu um mandato em cima do diálogo com todas as correntes políticas representadas na ALEAC, que o deixa sem adversários para disputar a reeleição. Sem falar que, ele será o candidato do governo.

O QUE COMEMORAR?

O Acre tem a sua economia sustentada no contracheque mensal do pagamento dos funcionários públicos, no repasse do FPE; a maioria da população vive do bolsa família, não temos indústrias, o índice do desemprego é alto, agricultura incipiente, o que comemorar?

O QUE PESA É A EMPATIA

A máquina estatal ou municipal ajuda sem dúvida numa candidatura majoritária de prefeito, mas o que pesa mais é a empatia que o candidato vai conseguir na campanha com o eleitor. É a confiança que vai passar e conquistar. Se conseguir isso, não tem máquina que segure ou mude a vontade do eleitorado. A política acreana está cheia destes exemplos.

NÚMEROS MOSTRAM

Os números mostram que no comando do Coronel Ulysses Araújo a PM tem sido eficiente no combate ao crime organizado. O banditismo sempre vai existir, mas está sendo combatido. Um ponto positivo é ser a tropa prestigiada e amparada no seu enfrentamento ao crime.

NÃO SEI O QUE GANHA

O PT está fora do poder, foi destroçado nas urnas, o que ganha ao retardar o anúncio do seu candidato a prefeito de Rio Branco? A estratégia tinha validade quando o governo e a prefeitura estavam nas mãos do partido. Fora do poder, isso fica sem um sentido prático.

CANDIDATURAS ISOLADAS

O MDB e o PSDB saíram na frente dos partidos do grupo que chegou ao Palácio Rio Branco, com candidatos a prefeito e chapas de candidatos a vereadores completas. Mas, não conseguiram montar alianças e, os candidatos à PMRB, Roberto Duarte (MDB) e Minoru Kinpara (PSDB) estão isolados. Ter uma ampla aliança é importante na eleição majoritária.

ALIANÇA TERMINA NA ELEIÇÃO

Pelo que se ouve das lideranças principais do MDB é que a aliança com o governador Gladson Cameli acabou, exatamente, no dia que ele foi eleito. E que daqui para frente o partido tem que fazer o seu próprio caminho para chegar forte na mesa da eleição majoritária de 2022.

ÚNICA VOZ DISSONANTE

A única voz dissonante de peso dentro do MDB contra a estratégia é o senador Márcio Bittar (MDB), que é pelo apoio do partido à reeleição do governador Gladson Cameli em 2022.

ÚNICA CHAPA COMPLETA

A única chapa completa para disputa da prefeitura de Rio Branco até aqui é a que tem o Tião Bocalom (PP) para prefeito e Marfisa Galvão (PSD) como vice. Uma chapa encorpada e competitiva. Principalmente, se for selada a coligação anunciada com 13 partidos.

PESQUISA

O que vai definir se o prefeito de Senador Guiomard, André Maia, será ou não candidato à reeleição serão as pesquisas. Os seus seguidores acham que vai deslanchar neste verão.

FICOU PARA CONTAR HISTÓRIA

Dos quatro vereadores de Rio Branco ficou para disputar a reeleição o vereador Rodrigo Forneck (PT), os demais ou sairão por outros partidos o estão fora da eleição. O Forneck pode ser considerado hoje como um dos melhores quadros jovens do PT, e cumpre bom mandato.

CAMINHO DAS PEDRAS

Numa eleição a experiência conta muito. Porque deixa o ensinamento onde o candidato poderá ir montar bases para conseguir votos. O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores (PP), dado como morto por alguns, está no poder e sabe o caminho das pedras. Atentem!

ÚNICO CANDIDATO

Dos deputados estaduais apenas dois serão candidatos a prefeitos nesta eleição. O deputado Roberto Duarte (MDB), em Rio Branco; e, o deputado Gerlen Diniz (PP), em Sena Madureira.

COM TODO RESPEITO, SEM PRIVILÉGIOS!

Numa pandemia todos devem dar a sua contribuição para ajudar as autoridades sanitárias a combater o alastramento do vírus que causa a doença. A Igreja Católica entendeu isso, e não forçou a reabertura de suas igrejas. Já os Pastores evangélicos, não entenderam o momento.

O TRUMP NÃO É COMUNISTA

Nos Estados Unidos a cloroquina foi tirada do protocolo de medicamentos usados para combater a Covid-19, porque se chegou à conclusão que é um placebo no tratamento. Os bolsonaristas não vão nem poder usar o jargão de que o Trump fez isso por ser comunista.

FRASE MARCANTE

“É melhor uma chama que nos aquece do que um incêndio que nos queima”, Ditado francês.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas