Conecte-se agora

Gladson adia inauguração do Hospital de Campanha de CZS

Publicado

em

Por causa de um problema no fornecimento de gases medicinais, como o oxigênio, o governador Gladson Cameli desmarcou a inauguração do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, que seria realizada na tarde de segunda-feira, 15, com a presença do ministro interino da saúde, Eduardo Pazuello.

Cameli afirmou ao ac24horas diz que não vai inaugurar o espaço sem que esteja totalmente pronto para o uso de pacientes com Covid-19. “Não adianta trazer o ministro e inaugurar se não vai funcionar e atender as pessoas . Só uma empresa fornece os gases e isso tá dando problema, mas em três ou quatro dias vamos resolver todo esse processo que envolve os Bombeiros . É todo um protocolo a ser seguido “, afirma o gestor, lembrando que há UTIs disponíveis no Hospital do Juruá, onde há 10 Unidades de Terapia Intensiva.

A empresa fornecedora de oxigênio vai começar a trabalhar já neste sábado, 13, mas Gladson não acredita que segunda tudo esteja pronto. Ele diz que vai instalar os gases: oxigênio, ar comprimido e ar a vácuo também na Unidade de Pronto Atendimento – UPA, no Hospital Dermatológico e no Hospital Dr. Abel Pinheiro, em Mâncio Lima.

Inauguração do Hospital de Campanha de Rio Branco está mantida

O ministro Pazuello chegará em Rio Branco já no domingo, 14, para participar da inauguração do Hospital de Campanha de Rio Branco, marcada para às 9 horas da manhã de segunda, 15.

“Em Rio Branco está tudo pronto e confirmado para a inauguração e já passar a atender as pessoas nos cem leitos que estarão disponíveis “, concluiu o governador Gladson Cameli.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas