Conecte-se agora

UFAC irá produzir álcool em gel e sabonete líquido para distribuir a trabalhadores

Publicado

em

A Universidade Federal do Acre (UFAC), onde alunos do curso de medicina já estão há alguns meses fabricando Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que são distribuídos aos profissionais de saúde, vai desenvolver mais um projeto de ajuda ao enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Um projeto desenvolvido pelo farmacêutico industrial e professor do centro de ciências da saúde e desporto da UFAC, Dayan Marques, vai produzir álcool em gel e sabonete líquido que serão distribuídos a profissionais que estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus.

O projeto foi batizado de “Mãos que Salvam”. O projeto vai começar com a doação da própria UFAC que está disponibilizando parte de seu estoque de álcool. São cerca de 5 mil litros de álcool 98,2%. Ocorre que para ter o efeito anti séptico, de combate ao Covid-19, é preciso que esse álcool seja 70%.

Aí, entra o projeto. Foram selecionados 12 alunos do curso de enfermagem, que vão receber bolsas durante 90 dias, para converter o álcool em estoque em 70%. Além do álcool glicerinado, o projeto também vai produzir sabonete líquido.

O último passo para que o projeto comece de fato a funcionar é a finalização de um laboratório de microbiologia do curso de nutrição que está sendo adaptado para se transformar em uma linha de produção e manipulação. A Vigilância Sanitária deve fazer uma vistoria na semana que vem. Estando tudo dentro dos padrões, um alvará provisório para que a produção tenha início vai ser expedido.

Depois de pronto, o álcool 70 em gel e os sabonetes serão distribuídos para classes de trabalhadores que o projeto identificou como mais vulneráveis. São motoristas de ônibus, policiais militares, bombeiros e garis. Serão beneficiados também o Lar dos Vicentinos, Educandário Santa Margarida e moradores de rua.

“A gente sabe que a maior contaminação é pelas mãos. Identificamos, como todo mundo tem consciência, de que há uma escassez de álcool em gel no mercado e muita gente não tem condições de adquirir. Por isso, nosso projeto vai entregar de forma gratuita para os trabalhadores de serviços essenciais, com o objetivo de diminuir a contaminação pelo vírus”, diz Dayan Marques.

Apesar da doação de 5 mil litros de álcool pela UFAC, a quantidade é insuficiente para atender toda a demanda. Como tudo no projeto é voluntário, exceto os estudantes selecionados que vão receber bolsa, a ideia foi criar uma campanha de doação pela internet para compra dos materiais para produzir o álcool em gel e os sabonetes e também as embalagens onde os produtos depois de prontos serão armazenados.

Quem quiser contribuir com a vakinha online ou conhecer mais do projeto pode acessar o instagram aqui.

Para dar mais transparência aos recursos recebidos e andamento da produção, o projeto também criou o site https://maosquesalvam.ecomove.com.br/

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas