Conecte-se agora

Gladson diz que hospitais de campanha podem funcionar antes da inauguração

Publicado

em

O governador Gladson Cameli assegurou que se as estruturas dos hospitais de campanha em Rio Branco e Cruzeiro do Sul estiverem prontas e equipados antes da inauguração marcada para segunda-feira, 15, e houver necessidade, as unidades passarão a ser usadas por pacientes com Covid-19 antes da entrega oficial.

As inaugurações estão previstas para as 9h e 15h da próxima segunda, com a presença do ministro interino da saúde, Eduardo Pazuello. Cameli, que está em Cruzeiro do Sul desde ontem, dia 11, voltou a exaltar a qualidade das obras com fibra de vidro e revelou que uma empresa que ergue hospitais de campanha com lona (material menos resistente) pediu R$ 9 milhões por apenas um deles.

“Nós não aceitamos, claro, e estamos fazendo os dois hospitais de campanha por R$ 7 milhões e vamos usar esse material pra concluir outras obras inacabadas no Estado “, afirmou o gestor.

Regras pra conviver com a Covid-19

O gestor disse que o governo vai publicar rígidas regras para a reabertura do comércio e que vai dividir responsabilidade com gestores e autoridades das regiões do Acre . “Não vamos falar em flexibilização e sim de regras para conviver com o covid-19, que poderá durar muito ainda. Por exemplo, cada região pode ter uma realidade diferente e vamos tratar das regras com os gestores e órgãos fiscalizadores como o Ministério Público”.

Ele destaca ainda que o auxílio do Ministério Público neste momento é fundamental. Ressalta que os valores de mercado de itens usados no momento de pandemia mudam rapidamente. Citou também que uma máscara que era comprada antes por 10 centavos, hoje custa R$ 5. “Tudo aumentou um dígito e muito rápido . Temos que ter muito cuidado nas compras e o MP é um parceiro nesta hora”.

Segundo Gladson, o Acre recebeu R$ 112 milhões do governo federal para usar neste período e que fará uma severa prestação de contas.

Metade do 13º salário em julho

Na tentativa de aquecer o comércio, que está fechado desde março, Cameli diz que pagará a metade do décimo terceiro salário do funcionalismo estadual no fim de julho. Diz que apesar do cenário de pandemia, está fazendo o que estados maiores não conseguem. “Estamos pagando a folha em dia, gratificação para os que estão na linha de frente do enfrentamento da Covid-19 e metade do décimo. Isso dá um fôlego para todos “, concluiu.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas