Conecte-se agora

Civil garante que se internet do governo funcionar cancela pacote que custa R$ 2 mil

Publicado

em

O custo mensal de R$ 32 mil que a Polícia Civil está gastando em internet para 18 delegacias voltou a ser questionado.

A direção da Polícia Civil enviou uma nota técnica onde explica que o custo, em algumas delegacias, de mais de R$ 2 mil reais, se justifica por ter uma potência diferenciada da que é usada, por exemplo, em um residência, para poder atender toda a demanda, já que quase todos os procedimentos de uma delegacia de polícia hoje são feitos com auxílio da internet.

O novo questionamento é sobre a notícia de que o Acre será um dos 10 estados brasileiros contemplados pelo projeto “Segurança Pública Conectada” do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A pasta vai distribuir, ao todo, 600 novos pontos de internet com conexão de 10 megas cada um, a serem instalados em delegacias das polícias civil e militar, além de unidades de guardas municipais. No Acre, a internet será instalada em 47 unidades de polícias civil e especializadas.

O programa, desenvolvido em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, irá oferecer mais celeridade nas ações de delegacias e unidades que não contam com internet de qualidade. Processos serão agilizados, assim como boletins de ocorrências disponibilizados de forma mais ágil, contribuindo para uma melhora de informações e elucidação de casos. Ao todo, foram investidos R$ 5 milhões.

A reportagem do ac24horas conversou com o delegado geral de Polícia Civil do Acre, Henrique Maciel. Ele explicou que a contratação da internet foi necessária, já que apesar de o programa do Governo Federal existir, não há nenhuma previsão para ser implantado e as delegacias não podiam ficar sem internet.

“Essa questão é muito simples. Nós esperamos com ansiedade esse projeto. Será de extrema importância. O que ocorre é que não há nenhuma previsão para que esse projeto seja executado e nós não podemos ficar sem trabalhar até lá. Como dissemos e mostramos com a nota técnica que foi tudo feito de forma transparente”, afirma.

Henrique Maciel diz ainda que assim que a internet do projeto do Governo Federal for instalado e seja suficiente para o trabalho da Polícia Civil, o contrato atual será encerrado. “Nosso contrato com a internet é de prestação de serviço. Em qualquer momento eu posso fazer o distrato e passar a usar o serviço disponibilizado pelo Governo Federal quando for implantado”.

Anúncios

Cotidiano

Celso de Mello antecipa aposentadoria e deixará STF em 13 de outubro

Publicado

em

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), comunicou à presidência da Corte que vai se aposentar no dia 13 de outubro.

Celso de Mello se aposentaria de modo compulsório em 1º de novembro, quando completa 75 anos. Com a decisão informada ao presidente do STF, ministro Luiz Fux, o decano (mais antigo ministro) do Supremo deve adiantar sua saída em pouco mais de duas semanas.

No ofício à Presidência, Celso afirmou ter cumprido os requisitos necessários para aposentadoria.

Em agosto, Celso de Mello completou 31 anos ocupando uma das cadeiras do STF. Ele foi indicado pelo ex-presidente José Sarney em 1989.

Antes de sair, Celso espera participar do julgamento que definirá se o presidente Jair Bolsonaro prestará depoimento presencial, ou por escrito, no inquérito sobre uma suposta tentativa de interferência na Polícia Federal. O ministro é relator do inquérito.

Bolsonaro indica substituto

Com a aposentadoria de Celso de Mello, caberá a Bolsonaro indicar o próximo ocupante da cadeira. O mandato no Supremo Tribunal Federal tem caráter vitalício até a idade máxima da aposentadoria compulsória, hoje fixada em 75 anos.

Nos próximos dias, o STF deve encaminhar um ato ao presidente Jair Bolsonaro informando que a aposentadoria de Celso de Mello foi antecipada. A indicação presidencial terá, ainda, que passar por sabatina e aprovação no Senado.

Licença e retorno antecipado

Nesta sexta, o ministro antecipou o fim de uma licença médica e retomou os trabalhos no STF. Celso de Mello se afastou do gabinete em 19 de agosto, por conta de uma cirurgia. A previsão era de que ficasse licenciado até este sábado (26).

No início do ano, o ministro Celso de Mello passou por uma cirurgia no quadril. Em agosto, o Supremo não detalhou o novo procedimento cirúrgico a que o ministro foi submetido.

Trajetória

No Supremo, Celso é apontado como uma voz potente em defesa dos direitos das minorias, da livre manifestação do pensamento e do combate à corrupção. É conhecido por votos densos, que reforçam seu conhecimento histórico, além de ser apontado como dono de um “perfil moderador”.

Na longa trajetória na Corte, Celso de Mello defendeu que a Constituição de 1988 permitiu “situar o Brasil entre o seu passado e o seu futuro”, sendo um instrumento “essencial para a defesa das liberdades fundamentais do cidadão em face do Estado”.

O ministro proferiu votos pela liberdade de gênero e do respeito às escolhas individuais das pessoas e conduziu a tese que firmou o entendimento de que a homofobia fosse considerada como racismo social e enquadrada, junto com a transfobia, como crimes de racismo, tipificadas com base na Lei 7.716/1989, até que o Congresso Nacional edite lei sobre a matéria.

Como relator, assegurou o fornecimento gratuito de medicamentos para o tratamento de pacientes pobres e portadores do vírus HIV e de outras doenças graves e obrigou os municípios a cuidarem da educação de crianças com até cinco anos de idade em creches e pré-escolas.

O ministro também se destacou na defesa de que uma pessoa só pode ser presa após se esgotarem todas as possibilidades de recurso, ou seja, após o trânsito em julgado da sentença, diante do princípio da presunção de inocência.

José Celso de Mello Filho nasceu em 1º de novembro de 1945, em Tatuí (SP). Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (Largo do São Francisco) e, no ano seguinte, foi aprovado em primeiro lugar no concurso do Ministério Público estadual.

Permaneceu na carreira por 20 anos, até ser nomeado para o STF. Atuou também como consultor-geral interino da República entre 1987 e 1989.

Continuar lendo

Cotidiano

Dia do Farmacêutico: papel de extrema importância no combate à Covid-19

Publicado

em

A pandemia da Covid-19 vai ficar marcada para sempre na vida dos profissionais da saúde que combateram e combatem o vírus que mudou a rotina do mundo. Alguns na linha de frente, como médicos, enfermeiros e auxiliares, e outros que também possuem papel essencial na luta contra a pandemia. Um deles é o farmacêutico. Dia 25 de setembro é o dia em que homenageia esse profissional que está presente em mais de 130 especialidades.

No Acre, existem atualmente 550 farmacêuticos ativos inscritos no Conselho Regional de Farmácia atuando na gestão pública, Drogarias, Farmácias de Manipulação, Hospitais e Clínicas, no Judiciário, entre outros. As especialidades farmacêuticas são agrupadas em 10 linhas de atuação: alimentos; análises clínico-laboratoriais; educação; farmácia; farmácia hospitalar e clínica; farmácia industrial; gestão; práticas integrativas e complementares; saúde pública e toxicologia. Recentemente foram incluídas, através de Resoluções, Floralterapia, Perfusão Sanguínea, Saúde Estética e Vacinação.

O farmacêutico que pode trabalhar com pesquisa, manipulação, microbiologia, atuar nas Forças Armadas, Vigilância Sanitária, Ministério da Agricultura e Pecuária, Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde, e Ministério da Saúde possui relevância profissional e tem a sua importância na equipe de saúde, pois promove qualidade nos serviços.

Esses profissionais atuaram bravamente nas farmácias hospitalares, drogarias, laboratório e na pesquisa. Em um momento de incertezas, entre ivermectinas, hidroxicloroquinas, oseltamivir, dexametasonas, estava o farmacêutico orientando os pacientes e levando os cuidados necessários para evitar reações adversas, interações medicamentosas, subdoses, intoxicações.

Infelizmente, nem tudo é motivo de comemoração. De acordo com Isabela Sobrinho, presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Acre, a luta dos profissionais é por valorização. “Estamos em negociação com o Sindicato do Comércio e Varejista para aprovar o Piso Salarial do Farmacêutico, através de Convenção Coletiva, pois o valor pago atualmente não condiz com as responsabilidades e demandas inerentes a profissão. Além disso, também estamos buscando melhorias salariais na Gestão Pública, através do Plano de Cargos e Carreiras. Somos um profissional versátil q possui amplo conhecimento em diversas áreas, porém pouco valorizados”, afirma.

Continuar lendo

Cotidiano

Profissionais de rádio comemoram reinvenção em meio às novas tecnologias 

Publicado

em

Internet tornou-se aliada do rádio na propagação de informações 

Hoje, 25 de setembro, é celebrado o Dia Nacional do Rádio. Essa data é comemorada para lembrar o nascimento de Roquette-Pinto, considerado o pai da radiodifusão no Brasil. O rádio se reinventou ao longo dos anos e tem, atualmente, a internet como aliada. Ao contrário do que se acreditava, o veículo não foi extinto com a popularização de novas tecnologias. 

Um aparelho muitas vezes pequeno, mas que carrega consigo vozes, músicas e histórias enormes e é, também, uma das mais antigas formas de propagar informação. O rádio é um meio de comunicação que, mesmo ao longo dos anos, com as inovadoras tecnologias e com as novas formas de se comunicar, sempre se manteve vivo como um dos maiores veículos de comunicação em massa. 

Entre os meios de comunicação atuais, o rádio se adapta e atinge grandes audiências sendo ferramenta de apoio na comunicação, nos debates e na promoção cultural. “O rádio tem a característica de ser companheiro do ouvinte, estimula a criatividade, a imaginação e isso se torna um hábito. Já tive a experiência de encontrar alguém e saber que ela me ouvia desde criança e isso é extremamente gratificante para o profissional do rádio”, conta o radialista e jornalista Jefferson Beltrão. 

Se engana quem acha que o rádio perdeu seu espaço perante as novas tecnologias como a internet. “A gente, hoje, está no ar, mas convergindo o tempo todo com as demais plataformas. De fato, você hoje precisa estar na internet também, mas o rádio ainda tem um “Q” de magia que seduz as pessoas”, opina Beltrão. 

O radialista que conta com mais de 42 anos de carreira e passagens por diversas emissoras de rádio, viu o meio de comunicação que ganhou seu coração se adequar às mudanças e inovações tecnológicas ao longo dos anos, mas não vê a extinção do rádio e, sim, a unificação com a internet. “Eu não acredito no fim do rádio enquanto um veículo que utiliza o áudio para se comunicar. Pode ser que até por questões de custos altos com aparatos tecnológicos ou para manter o transmissor funcionando, no futuro, a médio e longo prazo, o rádio seja só digital. Fazer uma rádio web é mais em conta, pois qualquer um pode ter uma rádio transmitida na internet”, conclui Jefferson. 

A forma de consumir produtos que antes só podiam ser vistos nas transmissões radiofônicas mudaram com a popularização da internet, que traz, a cada dia, a evolução dos meios de comunicação. Com o rádio não seria diferente e a internet é uma grande aliada.

O amapaense Chico Terra viu na rádio web um meio de propagar informação. Com o auxílio de um computador antigo, nascia o www.chicoterra.com.br, site onde está hospedada há vinte anos a Amazônia Brasil Rádio Web. O veículo de comunicação dá voz a manifestações indígenas, músicos locais e diversas intervenções culturais. “A independência e a ética são os maiores desafios da área, é preciso ser parceiro da sociedade”, revela Chico. 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Continuar lendo

Cotidiano

Bando armado invade chácara, faz família refém e rouba três veículos no Calafate

Publicado

em

Uma família viveu momentos de terror na noite desta sexta-feira, 25. Seis homens fortemente armados invadiram uma chácara localizada no Ramal do Pólo na região do Calafate, renderam toda família e fizeram um verdadeiro limpa na chácara.

De acordo com informações da Polícia, era por volta das 21h30min quando duas mulheres membros da família estavam chegando em casa e foram rendidas no portão da chácara pelos criminosos armados, encapuzados, com roupas pretas, que adentraram a casa, renderam um outro filho e os amarraram. Quando o proprietário da casa, um empresário, chegou, na residência, um dos criminosos saiu da casa com a arma apontada para a cabeça do filho e pediu que ele adentrasse na casa e não reagisse. O empresário foi colocado juntamente com sua família amarrados no banheiro.

Segundo a polícia, as vítimas foram ameaçadas de morte a todo momento por cerca de 4 horas e só conseguiram pedir ajuda pela madrugada. Os bandidos pegaram TVs, notebooks, celulares, joias, motosserra, impressora, caixas de som, uma quantia de R$ 2.800 reais e vários outros pertences da família e colocaram dentro dos veículos pertencentes à família que estavam no local, sendo: uma Toyota Corolla, de cor prata, placa QLY-9749; uma caminhonete Hilux de cor preta, placa NAA-5000 e um Fiat Palio de cor prata, placa QLU-8910. Os objetos e os três veículos foram levados pelo bando, bem como, uma arma de fogo legalizada, do empresário.

A Polícia Militar foi acionada, colheu as características dos bandidos, fizeram patrulhamento na região, mas ninguém foi preso. Pela manhã o veículo Fiat Pálio foi encontrado abandonado na região do município do Bujari.

As vítimas foram encaminhadas à Delegacia de Flagrantes (Defla) e registraram o boletim de ocorrência. O caso segue sob investigação da Polícia Civil. A família pede para quem encontrar os veículos entrar em contato com o número 190 da Polícia Militar.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas