Conecte-se agora

Acre tem o segundo maior abate de bovinos do país em 2020

Publicado

em

O abate de 672,49 mil cabeças de bovinos a menos no 1º trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior, foi impulsionado por reduções em 20 dos 27 Estados.

O Acre apresentou o 2º maior crescimento, abatendo, nos três primeiros meses de 2020, 8,35 mil cabeças. Esse número perdeu apenas para Santa Catarina, que ampliou em 15,26 mil cabeças abatidas no período.

Entre as com participação acima de 1,0%, as reduções mais significativas ocorreram em Goiás (-157,68 mil cabeças), Mato Grosso (-120,70 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (-90,56 mil cabeças), Rio Grande do Sul (-65,49 mil cabeças), Tocantins (-56,09 mil cabeças), Pará (-48,65 mil cabeças), São Paulo (-47,15 mil cabeças), Bahia (-45,36 mil cabeças), Rondônia (-22,18 mil cabeças) e Maranhão (-9,82 mil cabeças).

Anúncios

Destaque 6

Em Xapuri, candidatos à prefeitura têm discrepância nos patrimônios declarados

Publicado

em

A campanha eleitoral 2020 já começou de fato e de direito e todos os detalhes relacionados a informações públicas dos candidatos que disputam as cobiçadas cadeiras de prefeito, vice-prefeito e vereador chamam a atenção podendo ou não ter influência na decisão do eleitor na hora do voto.

Em meio aos muitos dados divulgados pela Justiça Eleitoral por meio de seu sistema de informações, um dos itens mais procurados é referente às declarações de bens dos candidatos, ou seja, aquilo que os postulantes aos cargos majoritários e proporcionais informam possuir em seus nomes antes da eleição.

Em Xapuri, onde mais uma vez a eleição municipal será disputada por quatro chapas distintas, os candidatos à prefeitura apresentaram declarações de bens que vão desde um patamar quase milionário, como no caso de Carla Mendonça (PP), a uma condição de materialmente despossuído, como ocorre com Gessi Capelão, do PSD.

Única mulher na disputa municipal e marinheira de primeira viagem em eleições, Carla Mendonça é a candidata mais abastada economicamente deste pleito em Xapuri. Ela declarou bens avaliados em R$ 970 mil, entre casas, terrenos, carro (chevrolet S10/2019-2020) e participação societária em empresa da família.

O candidato do MDB, o advogado Carlos Venícius, tem patrimônio mais modesto. Entre veículos automotores (uma motocicleta Honda Bros 160 ano 2016 e uma Toyota Hilux ano 2015), 50 cabeças de gado, cota de participação em empresa e capital referente a seu escritório particular, o emedebista declarou R$ 416.397,00 em bens.

O atual prefeito e candidato à reeleição, Bira Vasconcelos (PT), é um dos “primos pobres” dessa campanha. Ele repetiu a declaração de bens feita na eleição passada: uma motocicleta Honda Bros 160, de ano não informado, e um carro modelo Spin 2015/2016, que em 2016 custavam R$ 60 mil e agora passaram a valer R$ 48 mil.

Por fim, o candidato do PSD, Gessi Capelão, que deixou o MDB durante a pré-campanha para lançar candidatura própria pelo partido do senador Sérgio Petecão, é o único entre os postulantes em Xapuri que alega nada possuir. Como em 2016, quando foi eleito vereador pela terceira vez consecutiva, Capelão declarou à Justiça Eleitoral não ter bens a serem cadastrados.

Exigência

Para disputar uma eleição é necessário a todos os candidatos apresentar ao Tribunal Regional Eleitoral, no ato de pedido do registro, uma série de informações, entre elas a declaração de bens atualizada, preenchida no Sistema CANDex e assinada pelo candidato na via impressa pelo sistema.

Cada bem declarado pelo candidato a uma das vagas eletivas precisa ser definido pelo tipo, por uma descrição e por seu respectivo valor monetário. Os tipos de bens disponíveis são os mesmos existentes no programa de Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF).

Continuar lendo

Destaque 6

Senado Federal institui mês de conscientização ambiental

Publicado

em

O Senado Federal decidiu ampliar sua contribuição institucional pelo enfrentamento à devastação ambiental no País e institui a campanha “Junho Verde”, para promover a conscientização da sociedade sobre a importância da preservação dos recursos naturais e do meio ambiente.

A Mesa Diretora do Senado Federal divulgará, anualmente, o calendário de atividades que serão realizadas no mês de junho.

Além disso, a fachada do Senado Federal será iluminada durante o mês de junho com luzes de cor verde.

Os meios de comunicação do Senado Federal irão divulgar, com prioridade, no mês dedicado ao evento, informações sobre políticas públicas, campanhas educativas e iniciativas e projetos de proteção e preservação ambiental, com ênfase em boas práticas de sustentabilidade.

Na última sexta-feira (25) o senador Sergio Petecão pediu a instalação da Frente Parlamentar de Defesa da Amazônia.

Continuar lendo

Destaque 6

MRE cria consulado do Brasil em Porto Maldonado, no Peru

Publicado

em

Uma demanda antiga dos acreanos foi atendida nesta segunda-feira (28) pelo Ministério das Relações Exteriores. Está criado o Consulado Honorário em Puerto Maldonado, no Peru.

A portaria do MRE publicada hoje (28/9) diz que esse consulado tem jurisdição sobre o departamento de Madre de Dios e é subordinado à Embaixada em Lima.

No âmbito do MRE, a decisão foi tomada pelo secretário de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania.

Até então, os brasileiros tinham que se deslocar para outras cidades ou aguardar o consulado itinerante para resolver suas pendências se estivessem Porto Maldonado.

os consulados tratam, principalmente, dos casos envolvendo cidadãos brasileiros no exterior, como repatriações, prisões, hospitalizações, mas também prestam serviços tanto a brasileiros quanto a estrangeiros, como a emissão de vistos, legalização de documentos, emissão de passaportes, entre outras funções.

Continuar lendo

Destaque 6

Turismo suspende pagamento das dívidas do PRONAC

Publicado

em

O Ministério do Turismo expediu nesta segunda-feira (28) resolução que estabelece, em caráter temporário, a suspensão da obrigatoriedade de pagamento dos débitos decorrentes de parcelamentos vigentes dos prazos relativos a projetos culturais do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).

A suspensão se dá em porque os projetos culturais foram duramente impactados em razão da pandemia da Covid-19.

Os parcelamentos de débitos regulados poderão ser suspensos, excepcionalmente e a requerimento do proponente, enquanto perdurarem os efeitos do Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, que trata, em nível nacional, das medidas adotadas para combater a disseminação da Covid-19.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas