Conecte-se agora

Com Mourão, Gladson reforça combate ao Covid-19, desmatamento e pede ajuda para imigrantes em Assis Brasil

Publicado

em

O governador Gladson Cameli esteve participando neste domingo, 7, da reunião com o Estado-Maior do Comando Conjunto, na qual foram apresentados os resultados parciais obtidos na Amazônia Ocidental, por meio das atividades do Comando Conjunto Príncipe da Beira, instituição responsável pela Operação Verde Brasil 2 nos estados do Acre, Rondônia e região Sul do Amazonas.

O encontro contou com a presença do vice-presidente da República, General Hamilton Mourão e do governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha.

Cameli apresentou ao vice-presidente o conjunto de ações adotado pelo governo do Estado no enfrentamento às queimadas e ao desmatamento ilegal da floresta. Gladson salientou não compactuar com este tipo de prática criminosa e afirmou que medidas severas serão aplicadas contra os infratores.

“Entreguei para o vice-presidente da República um relatório das medidas de tolerância zero que o governo do Acre vem adotando contra o desmatamento ilegal e as queimadas em nosso estado. Reforçamos que é possível aliar o desenvolvimento com a preservação do meio ambiente e, por isso, não vamos admitir a destruição da floresta. Quem insistir, será rigorosamente punido”, enfatizou.

Outros assuntos levantados por Gladson dizem respeito ao combate à pandemia do novo coronavírus e obras de infraestrutura. O gestor acreano pediu celeridade na aprovação de projetos e o envio de mais equipamentos para ampliar a estrutura da rede pública hospitalar.

“Entreguei também pedidos de solicitação para a liberação de projetos de obras na área de infraestrutura. Como a reconstrução de pistas dos aeródromos dos municípios isolados e manutenção de ramais. Solicitei ainda mais respiradores e fui informado que mais 30 equipamentos estarão chegando ao Acre nos próximos dias”, declarou.

Cameli aproveitou a oportunidade para relatar a situação de imigrantes que se encontram no município de Assis Brasil, na fronteira com Peru e Bolívia. O chefe do Executivo pediu apoio do governo federal, já que esta é uma responsabilidade da União.

“Falei ao general Mourão sobre a situação de centenas de estrangeiros que se encontram abrigados em Assis Brasil devido ao fechamento das fronteiras brasileira e peruana. O governo estadual e a prefeitura do município vêm arcando com a maior parte das despesas para manter estes imigrantes. Porém, sabemos que esta é uma responsabilidade do governo federal e fiz esse apelo ao general Mourão”, pontuou.

Anúncios

Cotidiano

Mais de 20 órgãos se juntam à Justiça Eleitoral no combate à desinformação

Publicado

em

Mais de 20 órgãos pertencentes aos Poderes Judiciário, Legislativo e Executivo uniram-se ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no combate à desinformação nas Eleições Municipais de 2020.

Até a última sexta-feira (20), 23 instituições haviam atendido ao pedido do presidente da Corte Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, que solicitou às entidades a publicação, nos sites das entidades, de um banner de divulgação do Tira-Dúvidas Eleitoral, assistente virtual do TSE no WhatsApp.

Além de estimular o voto consciente e promover o fortalecimento da democracia, a ação tem como finalidade ampliar a difusão da nova ferramenta da Justiça Eleitoral, por meio da qual o cidadão pode esclarecer dúvidas, acessar conteúdos checados por agências de notícias, consultar o local de votação e obter informações sobre candidaturas, entre outras funcionalidades.

Participam da iniciativa o Supremo Tribunal Federal (STF); o Superior Tribunal de Justiça (STJ); o Tribunal Superior do Trabalho (TST); o Ministério Público Federal (MPF); o Ministério Público do Trabalho (MPT); o Conselho Nacional de Justiça (CNJ); o Tribunal de Contas da União (TCU); o Senado Federal; a Câmara dos Deputados; a Presidência da República; a Casa Civil; a Controladoria-Geral da União (CGU); a Advocacia-Geral da União (AGU); a Secretaria-Geral da Presidência da República; a Secretaria de Governo; e os Ministérios da Justiça e Segurança Pública; das Relações Exteriores; da Cidadania; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; da Ciência, Tecnologia e Inovações; do Turismo; de Minas e Energia; e da Defesa.

Continuar lendo

Cotidiano

Começa nesta terça a campanha nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti

Publicado

em

O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira, 24, a Campanha de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras como a microcefalia e a síndrome de Guillain-Barré.

Das 22 cidades acreanas, ao menos 15 correm risco de apresentar surto ou epidemias de dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os municípios com alta incidência são: Acrelândia, Assis Brasil, Brasileia, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto Walter, Rio Branco, Rodrigues Alves, Sena Madureira, Tarauacá e Xapuri.

Os sintomas das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti podem ser confundidos com outras mais comuns, como gripes e resfriados. Por isso, é importante estar em alerta e, em caso de sintomas, procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.

No verão, com as chuvas, aumenta a proliferação do mosquito, que se reproduz em água limpa e parada.

Continuar lendo

Cotidiano

Homem preso pela PM mantinha quase 55 kg de maconha e cocaína em casa

Publicado

em

A Polícia Militar anunciou na noite desta segunda-feira (24) a prisão de um homem de 35 anos com cerca de 55 quilos de folha de coca, maconha e cocaína em Epitaciolândia.

“Foram apreendidos 54, 563 kg de entorpecentes, sendo 16,242 kg de folhas de coca, 28,106 kg de maconha e 10,215 kg de cocaína. A droga estava armazenada em uma residência no bairro José Hassem. No momento da abordagem, o homem que estava na casa ainda tentou fugir, mas acabou detido”, informou a PM.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal de Epitaciolândia. A PF participou da ação.

Continuar lendo

Cotidiano

Governo cria Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura do Estado do Acre

Publicado

em

Foto: Divulgação

Depois do Ministério Público Federal (MPF) recomendar ao governo a implementação do Mecanismo Estadual para Prevenção e Enfrentamento da Tortura no estado, além da regularização do Comitê Estadual para Prevenção e Enfrentamento da Tortura, o executivo resolveu agir.

No Diário Oficial desta terça-feira, 24, o governo cria o Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura do Estado do Acre (CEPCT/AC) que tem a função de prevenir e combater a tortura e outros tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes;

O Comitê vai acompanhar, avaliar e propor aperfeiçoamentos às ações, aos programas, aos projetos e aos planos de prevenção e combate à tortura e a outros tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes desenvolvidos em âmbito estadual, acompanhar, avaliar e colaborar para o aprimoramento da atuação de órgãos de âmbito estadual e municipal cuja função esteja relacionada com suas finalidades, acompanhar a tramitação dos procedimentos de apuração administrativa e judicial, com vistas ao seu cumprimento e celeridade, acompanhar a tramitação de propostas normativas, recomendar a elaboração de estudos e pesquisas e incentivar a realização de campanhas, apoiar a criação de comitês ou comissões semelhantes na esfera municipal para o monitoramento e a avaliação das ações locais, – difundir as boas práticas e as experiências exitosas de órgãos e entidades, fornecer informações relativas ao número, tratamento e condições de detenção das pessoas privadas de liberdade, entre outras atribuições.

O comitê é composto por representantes da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE). Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP), Defensoria Pública do Estado do Acre – DPE/AC, Polícia Rodoviária Federal – PRF, Universidade Federal do Acre – UFAC, Polícia Federal – PF, Tribunal de Justiça do Estado do Acre –TJAC, Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado do Acre – DPE/AC. XII – um do Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Estado do Acre – CDHEP/AC e Associação dos Familiares dos Presos – ADHFAR.

A Coordenação/Presidência da Comissão será realizada pela Secretária de Estado da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas