Conecte-se agora

Castanha e açaí do Acre estão entre os produtos bonificados pelo Ministério da Agricultura

Publicado

em

A castanha do Acre, assim como a do estado do Amapá, está entre os produtos com maior percentual de recebimento de bônus pagos pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF) neste mês de junho.

No entanto, a diferença no valor do benefício entre os dois estados é grande. Enquanto o bônus no Amapá de 38,29%, no Acre, é de 8%. O preço de garantia para os dois estados é de R$ 1,75 o quilo da castanha com casca.

Outro produto acreano que consta na lista do PGPAF é o fruto do açaí, que está com preço médio de mercado em R$ 0,94 e tem garantia de R$ 1,13. O bônus de garantia de preço é de R$ 16,81. No entanto, o valor da bonificação é 29% menor que há um ano, quando o Mapa conferiu ao produto um valor bem melhor: 20,63%. Naquele período o Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) pagava R$1,60 pelo quilo do açaí. No mercado, esse valor era de R$ 1,25.

Também vão receber ajuda do programa neste mês o abacaxi de Alagoas, o maracujá de Sergipe, a cana-de-açúcar (RJ), castanha de caju (RN), feijão caupi (MA) e PB), leite de vaca (RO e AL), maracujá (AL e ES) e tomate (PI).

O abacaxi vai garantir para os alagoanos uma bonificação de 43,08% sobre o preço médio de mercado que está saindo por R$ 0,37 e um preço de garantia do programa de R$ 0,65. O mesmo ocorre com o maracujá sergipano que recebe 32,91%, dentro da defasagem entre preço de mercado de R$ 1,06 e de garantia, de R$ 1,58 o quilo.

A relação com os cálculos é feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e foi publicada em portaria no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (8), pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com validade no período de 10 de junho a 9 de julho de 2020.

De acordo com a Conab, a pouca procura, a menor qualidade dos produtos e a dificuldade na comercialização resultaram na redução dos preços e, por consequência, na elevação do benefício que vai ajudar os agricultores a superar o prejuízo nas vendas.

O recebimento de bônus do PGPAF ocorre quando o valor de mercado de algum dos produtos do programa fica abaixo do preço de referência, permitindo ao produtor utilizar o valor como desconto no pagamento ou amortização nas parcelas de financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas