Conecte-se agora

Domingos sugere anistia do IPTU às empresas fechadas na pandemia

Publicado

em

O presidente da Federação do Comércio do Acre (Fecomércio-AC), Leandro Domingos, voltou às redes sociais nessa sexta-feira, 29, para cobrar do poder público municipal medidas que possam minimizar os efeitos da crise econômica gerados pela pandemia do novo coronavírus. Desta vez, Domingos se dirigiu especificamente à prefeita Socorro Neri: “a prefeitura de Rio Branco poderia buscar uma forma legal de anistiar todos os contribuintes do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) 2020”, sugeriu.

O empresário, que já se posicionou contra o Decreto que estabelece o fechamento de comércios considerados não essenciais durante a epidemia local, aponta agora uma solução à classe empresarial. “Ante as imensas perdas de receitas das empresas, do emprego de muitos trabalhadores e da redução da renda da população, será impossível pagar este tributo que tem subido assustadoramente nos últimos anos”, afirma.

Domingos disse ainda que os parlamentares municipais estão “muito calados”. Para o presidente, os vereadores da capital acreana precisam se manifestar sobre isso. “Estamos vivendo uma calamidade”.

A afirmação do empresário veio logo após o governo do Acre e a prefeitura de Rio Branco anunciar a prorrogação do decreto de isolamento social até o dia 15 de junho. Apesar de o governo manter diálogo com a classe empresarial, as sugestões enviadas pelos empresários sobre flexibilizar a abertura do comércio ainda estão sendo analisadas, uma vez que o número de infectados pela Covid-19 só aumenta no estado. Nessa sexta, o Acre chegou ao total de 5.841 pessoas contaminadas e 135 mortes por conta da doença.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas