Conecte-se agora

Equipe do Gefron é removida após denúncia de espancamento em abordagem a deficiente

Publicado

em

Após divulgação da denúncia de que policiais do Grupamento Especial de Fronteira (Gefron) no município de Plácido de Castro teriam agredido um jovem deficiente por motivo, aparentemente, banal, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), determinou a abertura de procedimento pelos órgãos de controle interno a que pertencem os envolvidos no caso.

Por meio de nota de esclarecimento, a secretaria garantiu que irá convidará o Ministério Público do Acre (MPAC) para acompanhar a apuração dos fatos. Após tomarem conhecimento da denúncia, governo e membros da Sejusp ainda decidiram remover a guarnição do Gefron que atuava em Plácido de Castro. “Foi removida do município onde realizava a abordagem de fiscalização”. Um oficial do Gefron também foi encaminhado pelo governo até o município.

Entenda

Um adolescente de 17 anos, que sofre com transtornos neurológicos e psiquiátricos, afirma ter sido espancado por um grupo de policiais do Gefron na noite dessa sexta-feira, 29, enquanto estava na rua sem usar máscara. O jovem diz que foi agredido com pelo menos 10 socos no rosto. A mãe do garoto gravou um vídeo neste sábado, 30, relatando a situação.

Além das agressões, o rapaz diz ter sido ameaçado ao dizer que procuraria uma delegacia para registrar Boletim de Ocorrências, uma vez que os socos também atingiram a região do peito, onde ele tem um marca-passo implantado. Um vereador do município visitou o jovem e alertou sobre o ocorrido nas redes sociais.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas