Conecte-se agora

Gladson: rixa entre Bolsonaro e o Judiciário não cabe nesse momento

Publicado

em

Na CNN Brasil, o governador Gladson Cameli (Progressistas) participou do quadro “Visão do Poder”, nesta sexta-feira (29). Ele e o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), foram os convidados especiais para debaterem os efeitos do Covid-19 na economia.

Os dois estados foram escolhidos por terem o agronegócio como ponto chave do desenvolvimento, o que os tornam alvos de críticas quanto ao desmatamento ilegal. Para pôr fim, a essa “falsa imagem”, Gladson afirmou que no Acre, a tolerância é zero para o desmatamento ilegal e defendeu o agronegócio sustentável.

“Determinei aos órgãos do estado que fizessem ações na zona rural e urbana para coibir esse tipo de prática. Precisamos também ter uma discussão sobre as reformas de leis ambientais. O fato de defendermos o agronegócio não quer dizer que somos a favor do desmatamento ilegal. Somos favoráveis ao agronegócio sustentável”, afirmou.

Diante das inúmeras polêmicas, Cameli pediu união do Poder Judiciário e Executivo. Segundo ele, não é o momento desse tipo de “conflito” entre os poderes.

“Não é o momento para esse debate. Estamos vivenciando uma situação crítica no mundo. As grandes nações estão sofrendo com essa pandemia. É um momento que precisamos estar unidos. Estamos falando de vidas e de pessoas, que estão morrendo. Temos que nos preocupar também com o pós-pandemia, que ao que tudo indica causará uma grave crise mundial. Qualquer disputa neste momento não cabe. Precisamos ter o foco na pandemia e reaquecer a economia brasileira. Esse tipo de debate não é oportuno no momento”, afirmou.

Cameli disse que na sua gestão, a chegada do vírus forçou um replanejamento de todas as ações.

“Nossa bandeira é o agronegócio sustentável. O nosso planejamento é melhorar as estradas vicinais, já que se inicia o período de verão. Tendo em vista que nós não iremos contra as medidas de coibir o agrupamento de pessoas. Precisamos preparar as estradas vicinais e ao mesmo tempo diminuir a burocracia para que o agronegócio não seja afetado e, sempre, respeitando o novo código florestal brasileiro”, afirmou.

Gladson afirmou que o pacote de socorro aos estados e municípios será de grande ajuda, já que a arrecadação do ano anterior comparada com esse caiu em média 10%.

“O pacote está chegando em uma boa hora. Nós temos toda uma programação de reestruturar tudo que tem de conclusão, de recuperação. De reequipar os hospitais das regionais do estado. Temos como foco aqui fortalecer o agronegócio e o jeito de realizar isso é acabando a burocracia. Temos um grande problema relacionado a regularização fundiária dessas terras. Iremos usar uma parte desse dinheiro na infraestrutura para chamar o mercado e com isso gerar emprego e renda e ao mesmo tempo retomar o crescimento da economia. Sempre em dois pontos: acabando com a burocracia, melhorando as estradas vicinais, no setor do agronegócio, e também na infraestrutura concluindo obras inacabadas e iniciando novas obras, e assim gerando emprego e renda para a nossa sociedade”, afirmou.

O governador  voltou afirmar que irá postergar o decreto que fecha os serviços considerados não essenciais até a conclusão dos dois hospitais de campanha em fase final de construção em Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

“Irei inaugurar dois hospital de campanha cada um com 100 leitos. Esses dois hospitais serão inaugurados até dia 10 e, a partir, daí iremos começar a flexibilizar o decreto. Tenho que criar mais leitos para dar mais segurança, caso venha a aumentar o número de pessoas infectados com o Covid-19. Após a pandemia esses hospitais irão continuar funcionando normalmente”, ressaltou.

Anúncios

Acre

Eufórico, Tião Bocalom afirma que a vitória vai ser no 1° turno

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

Em evento que teve a presença de várias lideranças da política acreana, apoiadores e militantes, o Progressistas e o PSD oficializou na noite desta terça-feira, 29, a candidatura de Tião Bocalom como candidato a prefeito de Rio Branco e de Marfisa Galvão, candidata a vice.

O evento ocorreu na sede do Progressistas, na rua Major Ladislau Ferreira, 892, bairro Abraão Alab, próximo ao Colégio Meta.

Animado, Bocalom agradeceu o apoio de todos em sua candidatura e teceu elogios ao pastor Reginaldo Barros e a senadora Mailza Gomes por bancar a sua candidatura.

“Se não tivessem pulso, esse povo não estaria aqui hoje. Vamos juntos! Bestene, Petecão e Reginaldo. Nós temos que ser otimista e é positivo que estamos pensando agora, a vitória é no 1°turno”, afirmou.

Bocalom ironizou às pesquisas que o colocaram em 4° lugar e relembrou às pesquisas de eleições anteriores que colocavam ele perdendo por muitos votos, 2012 e 2010, respectivamente.

Bocalom destacou que ao contrário de Gladson irá valorizar os aliados que estão em sua campanha, caso seja eleito.

“Tantos que lutaram e que se dedicaram e hoje quem está se dando bem é a turma do PT e do PCdoB, isso não vai acontecer com a gente não”, afirmou.

Bocalom afirmou que os vereadores de todos os partidos tem dito que ele vai ganhar no 1° turno.

“Eles vieram falar comigo porque as coisas estão diferentes. Queremos cuidar do povo de Rio Branco, das crianças, da juventude, das idosas e das pessoas que estão trabalhando.

Bocalom destacou que os ramais e o homem do campo serão prioridades.

“A gente quer trabalhar. Queremos comer o arroz do Acre, chega de comer comida de fora! O nosso povo merece respeito! Chega! Nós vamos cuidar dos ramais e é de lá que vem a riqueza. Vamos cuidar da nossa gente”, afirmou.

“Tem que falar de Acrelândia sim Petecão. Quando implantamos o programa de saúde lá, foi por três o melhor do Acre. É só não roubar que o dinheiro dá. Vamos colocar a área da saúde pra trabalhar a noite e quem não quiser é só pedir pra sair”, afirmou.

Em sua fala, o senador Sérgio Petecão (PSD), ficou emocionado com o discurso de Bestene e ironizou os resultados que colocam Bocalom em 4° lugar.

“É a vez de Bocalom. Ele sempre esteve na trincheira com a gente e tem uma coisa que eu não sou é ingrato. Por isso, meus amigos, estou com o Bocalom”, afirmou.

“Não temos dinheiro para comprar pesquisas. Vamos conversar com o povo, e vamos levar o nome de Bocalom aos quatro cantos da cidade. Precisamos de alguém que trate os presidentes de bairro bem. Bocalom é experiente, trabalhador e de bem”, encerrou Petecão.

Em sua fala, Marfisa Galvão, agradeceu o apoio da militância e disse que a juventude está fechada com Bocalom.

“Esse homem merece todo o reconhecimento. Bocalom é um cara que fala a verdade e é trabalhador. Vamos ganhar essa eleição”, afirmou.

Continuar lendo

Acre

Bestene diz para Gladson: “o povo dará a resposta em 2022”

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale

Em evento que teve a presença de várias lideranças da política acreana, apoiadores e militantes, o Progressistas e o PSD oficializaram na noite desta terça-feira, 29, a candidatura de Tião Bocalom como candidato a prefeito de Rio Branco e de Marfisa Galvão, candidata a vice, mas quem roubou a cena foi o deputado estadual José Bestene.

Entusiasmado, Bestene parabenizou a militância pela presença e deu um recado nas entrelinhas a Cameli pela falta de apoio a chapa do Progressistas.

“Eu tenho certeza de que o nosso governador e todos os deputados estarão com o Bocalom. E se não estiver, o povo dará a resposta em 2022. O povo saberá dar a resposta em 2022”, afirmou Bestene.

O deputado estadual teceu elogios a chapa Bocalom/Marfisa e afirmou que decidiu apoiar Bocalom por ele ter palavra. “Nós vamos sofrer muito e já estamos sofrendo com mentiras. Nenhuma outra chapa é melhor que esses dois. Ele tem palavra e é por isso que eu resolvi apoiar o Tião Bocalom. O que vale na vida é a palavra. Rio Branco merece alguém na cadeira de prefeito que trabalhe toda hora e não apenas um prefeito que só trabalha em época de eleição”, afirmou.

Bastene ironizou às pesquisas que colocam Bocalom em 4° lugar e disse que Bocalom está em 1° lugar e que ganhará no 1° turno.

“Hoje já soltaram uma mentira e eu tenho certeza que o Bocalom já está em 1°lugar nas pesquisas, e iremos lutar pra ganhar no 1°turno, mas se não der vamos ganhar no 2° turno”, encerrou.

Continuar lendo

Acre

Gladson anuncia visita de ministro às obras da ponte do Madeira

Publicado

em

O governador Gladson Cameli anunciou nesta terça-feira (29) que o ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, realizará uma visita às obras da ponte sobre o Rio Madeira, em Abunã (RO), nesta sexta-feira (2), por volta das 13h.

“Desde quando exerci mandatos na Câmara dos Deputados Federais e no Senado da República defendo a construção desta ponte como a maior e mais importante obra de infraestrutura para o Acre e a região Norte”, disse o governador.

Ele acredita que em breve o presidente Jair Bolsonaro irá inaugurar a obra.

“Obrigada a todos que nos acompanham nesta luta, pois o Acre está próximo de sair do isolamento, e certamente o caminho para o desenvolvimento social e econômico está sedimentado”, completou o governador.

Continuar lendo

Acre

Gladson Cameli grava material de campanha com Socorro e Eduardo

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) participou na tarde desta terça-feira, 29, de uma sessão de fotos com a prefeita Socorro Neri (PSB) e Eduardo Ribeiro (PDT) candidato a vice prefeito na chapa de Neri.

O momento foi compartilhado pela prefeita Socorro Neri (PSB), em suas redes sociais.

“União por Rio Branco. Sessão de fotos para nossa campanha com o meu candidato a vice-prefeito, Eduardo Ribeiro, e o nosso governador Gladson Cameli.”, escreveu Neri.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas