Conecte-se agora

Morre Adália Grangeiro, uma das fundadoras do Santo Daime no Acre

Publicado

em

As comunidades que cultivam o Santo Daime estão de luto pelo falecimento ontem (28) à noite, da dona Adália Grangeiro. Era uma das pioneiras e fundadoras da doutrina difundida pelo Mestre Irineu no Acre. Ela chegou na missão em 1938 acompanhando o pai, o senhor Antônio Gomes da Silva.

Dona Adália como era mais conhecida entre os irmãos, viveu os últimos dias de vida ao lado de filhos, netos, bisnetos e tataranetos na curva do Itucumã, em Rio Branco, onde mantinha um centro de trabalhos o Centro Livre Caminho do Sol, fundado pelo esposo, o senhor Francisco Grangeiro Filho.

Segundo relatos da família, a mesma vinha sentindo os sintomas da Covid-19 e se tratando em casa. Ontem por volta das 18h30 ele teve o quadro de saúde agravado chegando a ir de ambulância para o Pronto Socorro de Rio Branco.

Durante os primeiros atendimentos médicos a idosa teve duas paradas cardíacas não resistindo e indo à óbito. Há informações de que o seu quadro de diabetes estava muito elevado. Ela tinha 86 anos.

Ao lado do pai, Antônio Gomes da Silva, Adália se apresentou ao Mestre Irineu em 1938. Ajudou a cultivar o hinário do pai, batizado como Amor Divino, sendo da linha de frente dos trabalhos desenvolvidos no Alto Santo. Era tia da madrinha Peregrina Gomes Serra, viúva do Mestre Irineu.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas