Conecte-se agora

Governo tenta ganhar tempo para analisar PL que migra Pró-Saúde para Instituto de Saúde do Acre

Publicado

em

A análise do Projeto de Lei que migra o Pró-Saúde para o Instituto de Gestão de Saúde do Acre (IGESAC) está parada até segunda ordem na Assembleia Legislativa. Debatido na comissão conjunta que envolvia as comissões de Constituição e Justiça, Orçamento e Finanças, e Serviço Público, na última quinta-feira, 21, a proposta foi alvo de pelo menos 18 emendas de autoria dos deputados de oposição que apresentaram modificações pontuais, porém, a maioria foi derrubada pela do governo. Segundo o ac24horas apurou, ainda faltou a análise de algumas emendas já que o relator da proposta, o deputado José Bestene (Progressistas), suspendeu os trabalhos.

Quando todos pensavam que o PL seria debatido na sessão desta terça-feira, 26, para que ainda fosse votado em plenário esta semana, o relator responsável por presidir a sessão conjunta não havia se conectado a sessão virtual, o que gerou certa apreensão por parte da base. Após a sessão, no final da tarde, Bestene encaminhou mensagem no grupo de WhatsApp dos deputados afirmando que estava em isolamento devido ter tido contato com uma pessoa que testou positivo para covid-19.

“Caros colegas parlamentares, seguindo orientação médica, estou em repouso. Tive contato, há uns dias, com uma pessoa que testou positivo para o covid-19, por isso, com o surgimento de sintomas de gripe, procurei um médico que pediu para ficar em repouso.
Assim, estarei ausente das sessões, para cuidar da minha saúde. Logo estarei de volta. Desejo a todos os bons trabalhos pelo povo do Acre. Abraço!”, disse o deputado.

Ocorre que circula nos bastidores a ausência de Bestene seria uma forma do líder do governo, deputado Gerlen Diniz (Progressistas), tentar recompor a base, que estaria dividida em relação ao projeto de lei. Alguns deputados da base estariam dispostos a aprovar emendas de autoria de deputados da oposição e isso internamente tem gerado correria nos corredores do Palácio Rio Branco.

Parlamentares da base estariam tentando pressionar o Palácio para que algumas demandas com relação à nomeação de cargos comissionados sejam atendidas. Enquanto Bestene não puder participar das sessões, o Igesac não será debatido a não ser que ele solicite um novo relator para a proposta, o que é pouco provável.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas