Conecte-se agora

Caged mostra que pandemia ajudou a demitir 203 acreanos em abril

Publicado

em

A pandemia da Covid-19 segue devastando empregos no Acre. Divulgado nesta quarta-feira (27) pela Secretaria Especial do Trabalho do Ministério da Economia, o novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que em abril deste ano ocorreram 1.602 admissões e 1.805 demissões no Acre, gerando saldo negativo de 203 postos de trabalho.

Pelos números, 0,25% dos postos de trabalho foram cortados em abril deste ano, período em que a pandemia tomo impulso no Estado. No acumulado de doze meses, o Acre é o que mais ofertou trabalho: mais de 1,4 mil novas vagas em um ano muito por conta das contratações efetivadas pelo Governo do Estado. A economia privada, no entanto, patina.

A salvação tem sido o auxílio emergencial: 11.532 acreanos receberam o benefício como compensação aos impactos do isolamento social.

O Caged está suspenso para alterações e foi retomado hoje (27). O novo Caged traz um método discutido com grupo de especialistas em mercado de trabalho (Ipea, IBGE, FGV, Insper e PUC), fazendo imputação de dados de outras fontes a fim de complementar a informação de desligamentos e mantém atualização contínua do registro administrativo, entre outras novidades.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas