Conecte-se agora

Após pressão da oposição, Gladson manda pagar auxílio aos servidores do Pró-Saúde

Publicado

em

O governador Gladson Cameli cumpriu acordo com deputados da oposição quando da retirada de pauta do PL do Auxílio Emergencial e autorizou o pagamento de gratificação temporária para todos os servidores do Pró-Saúde que estão na linha de frente no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

O benefício no valor de R$ 420,00 contemplará os 717 funcionários do Pró-Saúde que atuam nos hospitais estaduais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Laboratório Central (Lacen), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Vigilância Sanitária estadual.

A vantagem financeira começa a ser paga em maio e terá duração de três meses, podendo ser prorrogada enquanto durar o estado de calamidade púbica estadual.

O acordo entre base aliada e oposição era que após a retirada das emendas que atendiam o Pró-Saúde o benefício seria pago aos trabalhadores do programa através de medida administrativa, o que foi feito nesta terça-feira (26).

A alegação do Palácio Rio Branco é que as emendas tornariam a lei passível de questionamento se contivesses dispositivos para atender terceirizados. Esse argumento foi duramente contestado pelos deputados de oposição.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas