Conecte-se agora

Cargas retidas no município de Assis Brasil passam a ser liberadas em até 24 horas

Publicado

em

Com a pandemia do novo coronavírus, um problema que vinha se arrastando era a liberação das cargas de exportações e importações, que ficavam retidas no município de Assis Brasil por até 5 dias. Agora, após intervenção do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, essas cargas passaram a ser liberadas em até 24 horas. Para a Fecomércio, o destrave permite o desenvolvimento das operações de comércio exterior durante este período de pandemia.

Foi necessária tratativas com o cônsul geral do Peru, Teobaldo Reategui San Martin, e, por sua vez, intervenção junto às autoridades peruanas. Segundo o assessor técnico do Sistema Fecomércio/AC, Egídio Garó, uma restrição para a entrada dos produtos em solo peruano estava demorando o processo. Havia uma “exigência sanitária acima da média”, que, para Garó, prejudicava o transporte e dificultava o trabalho.

Ao Sistema Fecomércio, Egídio disse: “as operações de comércio internacional estão acontecendo e contribuindo para o desenvolvimento das nossas cidades, mas estávamos com dificuldades no acesso ao Peru por conta das barreiras sanitárias, fazendo com que as cargas permanecessem estacionadas na ponte de ligação entre os dois países por até cinco dias”, explica.

O problema poderia acarretar na perda total das cargas, com exceção das cargas secas, além da elevação considerável do custo de transporte. Após as tratativas formais com o consulado peruano no Acre, houve a resposta e ações positivas ao pedido. “Com certeza, esse esforço conjunto minimiza o impacto de tão devastadora pandemia, dando continuidade aos esforços que ambos os países vêm praticando ao longo dos últimos anos”, finalizou.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas