Conecte-se agora

Família de adolescente que segundo a Sesacre foi vítima de Covid-19 contesta laudo

Publicado

em

O Acre acompanha a tendência mundial em que a grande maioria das mortes provocadas pela Covid-19 são de pessoas idosas e com comorbidades, que são doenças pré-existentes que deixam os pacientes mais vulneráveis, como pressão alta, diabetes e doenças respiratórias.

Em Rio Branco, a idade de umas das vítimas é exceção. Lucas, de apenas 14 anos, é a pessoa mais jovem a morrer por causa da Covid-19 no estado, segundo a Secretaria de Saúde do Acre.

A família de Lucas contesta o laudo da saúde e diz que o jovem não morreu devido ao  novo coronavírus (Covid-19).  “Por que que eles não me deram o exame mostrando que meu filho morreu por Covid-19?”, questiona a mãe de Lucas.

O garoto tinha a saúde debilitada desde criança, quando aos 3 anos começou a ter febres altas, resultado de um grave problema renal. A família, de baixa renda, sempre se esforçou para oferecer o necessário ao jovem. Lucas, mesmo diante de tantos problemas, sempre se esforçou para ter a vida mais próxima possível do normal.

O sonhado transplante de rim não foi suficiente para a cura do jovem que continuou com problemas renais e se tornou o primeiro adolescente a morrer por causa do novo coronavírus no Acre.

No último dia 17 de maio, dona Eny, avó de Lucas, ao lado da filha Claudineia, receberam o vídeomaker do ac24horas, Kennedy Santos, para, com muita emoção contar a história do garoto que morreu sem realizar um sonhos simples de criança que era ir para escola de bicicleta.

Assista ao vídeo:

video

 

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas