Conecte-se agora

Auxílio de R$ 420 para servidores públicos é aprovado na Aleac; veja quem tem direito

Publicado

em

Após discussões em que não faltaram acusações e palavras de baixo calão nas comissões, os deputados aprovaram neste domingo (24), em plenário virtual, a criação do Auxílio Temporário de Emergência em Saúde (ATS), que pagará R$ 420 a trabalhadores dos sistemas de segurança e saúde por três meses para enfrentamento à Covid-19. Todos os vinte deputados presentes ao plenário virtual votaram favoráveis.

O ATS é destinado a suprir os gastos excepcionais e emergenciais decorrentes da exposição excessiva de agentes públicos aos efeitos da pandemia.

Inicialmente destinado apenas ao pessoal da segurança pública, o ATS será também pago aos trabalhadores da Secretaria de Estado da Saúde e categorias que estejam na linha de frente do combate à doença, como os agentes de trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran); servidores do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado do Acre (Procon) que estejam desempenhando exclusivamente atividade de fiscalização in loco, em virtude de designação formal determinada pela autoridade máxima da autarquia; aos servidores da Secretaria de Estado de Saúde contemplados pela Lei nº 3.627, de 12 maio de 2020, que estejam percebendo adicional de insalubridade em valor inferior ao Auxílio Temporário de Emergência em Saúde, sendo vedada a cumulatividade; aos servidores da saúde pública não contemplados pela Lei nº 3.627, de 12 de maio de 2020, que estejam atuando com exposição excessiva aos efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus lotados nas unidades de saúde e em atividade nos setores de lavanderia, cozinha, recepção, serviços gerais, manutenção, entre outros.

Enviado à Assembleia Legislativa na sexta-feira (22), o PL exaustivamente debatido, modificado e ampliado com emendas consensuais da oposição e situação, mas na hora da votação chegou a ordem do Palácio Rio Branco para retirá-lo da pauta. Houve tumulto. O PL foi retirado porque uma emenda dos deputados propunha extensão do ATS aos servidores do Pró-Saúde, entre outros segmentos.

O Governo viu que isso iria dificultar a sanção e pediu para revisar, afirmando que a situação do Pró-Saúde seria resolvida no modo administrativo.

O governador Gladson Cameli tem muita pressa de colocar o PL em vigência -e ele tem de fazer isso antes que o presidente Jair Bolsonaro sancione o auxílio emergencial aos Estados e municípios. Gladson se comprometeu com o Governo Federal em congelar os salários do funcionalismo para acessar ao auxílio de R$340 milhões.

Para a oposição, muita gente ficou de fora do ATS. “O que a Assembleia fez hoje foi deixar de fora gente que vai se contaminar de coronavírus”, disse Edvaldo Magalhães, que votou favorável. “Não somos esses monstro que alguns deputados nos pintam”, disse Gerlen Diniz, Líder do Governo, depois de sofrer fortes acusações de insensibilidade com os trabalhadores.

Com as mudanças, o governo prevê atender 5.000 trabalhadores do serviço público, a linha de frente no combate ao coronavírus.

Anúncios

Acre 01

Taxa de ocupação em leitos de UTI para Covid-19 volta a subir e atinge 35,6% no Acre

Publicado

em

A taxa geral de ocupação de leitos de Unidade Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19 no Acre está em torno de 35,6%. Os dados são do boletim deste domingo (27). Os dados são do Boletim de Assistência ao Enfrentamento da Covid-19, emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre). O boletim mostra a ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS), por especialidade do leito e por regional.

Segundo dados oficiais, das 130 internações em leitos do SUS, 88 testaram positivo para Covid-19, ou seja, a maioria das pessoas que buscam atendimento médico foram infectadas pelo vírus. Em comparação com o boletim do último domingo, 20, houve um acréscimo de sete internações nos leitos de UTI, passando de 25 no domingo 20, para 32 neste domingo (27).

Na região do Baixo Acre, que engloba as cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Plácido de Castro e Acrelândia, das 70 Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), 29 estão ocupadas registrando uma taxa de ocupação de 41,4%.

Já região do Juruá, que engloba Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Marechal Thaumaturgo, dos 20 leitos de UTI existentes, três estão ocupados, registrando 15% de ocupação. Os leitos clínicos somam 95 e 19 estão ocupados, registrando 20% de ocupação.

Já regional do Alto Acre, que engloba as cidades de Brasileia e Epitaciolândia, apenas um leito de enfermaria está ocupado, num total de 19 leitos disponíveis. A regional do Alto Acre é a única que não tem leitos de UTI para a Covid-19.

Continuar lendo

Acre 01

Gestão do prefeito Clodoaldo, de Cruzeiro do Sul, tem 53% de aprovação e 18% desaprovam

Publicado

em

Outro ponto avaliado pela pesquisa de opinião pública registrada AC 09491/2020, realizada pela Real Time Big Data, encomendada e divulgada nesta segunda-feira, 28, pela TV Gazeta/ac24horas, foi a satisfação dos eleitores de Cruzeiro do Sul com o mandato do atual prefeito, Clodoaldo Rodrigues.

De acordo com o cenário das eleições municipais 2020 na cidade, 53% aprovam o trabalho executado por Clodoaldo, enquanto que 18% desaprovam. Neste critério, 29% não souberam ou não responderam à pesquisa.

35% dos entrevistados consideram a gestão de Rodrigues em Cruzeiro do Sul ótima/boa. 28% consideram regular e 1% considera ruim/péssimo 1%. Não souberam ou não responderam, somam 23%.

A pesquisa de opinião pública de avaliação do cenário municipal na cidade de Cruzeiro do Sul foi realizada no período de 21 e 22 de Setembro de 2020 e tem amostra de 600 entrevistas. A margem de erro é de 4,0 pontos, com nível de confiança de 95%.

Continuar lendo

Acre

Dos 7 candidatos a prefeitura de Rio Branco, somente dois são acreanos

Publicado

em

Com a definição das candidaturas a prefeito de Rio Branco, muitos eleitores perguntam sobre a origem dos 7 candidatos postos na disputa. O ac24horas fez um levantamento que mostra que do montante apenas dois são “acreanos do Pé Rachado”, ou seja, nasceram e se criaram no Estado.

Candidata a reeleição, Socorro Neri (PSB), que conta com apoio do governador Gladson Cameli é uma das acreana legítimas. Nascida em Tarauacá, ela que tem 54 anos faz parte de uma das famílias mais tradicionais da região.

Outro que também é acreano da gema é o deputado estadual Daniel Zen (PT), 40 anos. Natural de Rio Branco, o advogado e professor universitário milita no Partido dos Trabalhadores desde criança.

Além dos acreanos, dois candidatos tem origem no Estado do Paraná. Trata-se de Tião Bocalom, 67 anos, (Progressistas) que é natural de Bela Vista do Paraíso (PR) e o empresário Jarbas Soster, 50 anos, que nasceu em Alto do Piquiri (PR).

Nascido no Rio Grande do Sul, o deputado estadual Roberto Duarte, 51 anos, candidato pelo MDB, é natural de Porto Alegre. Já o policial federal, pastor e engenheiro Jamyl Asfury de 47 anos nasceu na cidade de Parnaíba, no Piauí.

Já o professor e ex-reitor da Ufac, Minoru Kinpara, 51 anos, é de origem japonesa, mas nasceu em Itapaci, no interior de Goiás.

Continuar lendo

Acre 01

Ministro garante que DNIT já está elaborando projeto da ligação da BR-364 com o Peru

Publicado

em

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, garantiu nesta sexta-feira, 25, na cidade de Cruzeiro do Sul, que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), já está elaborando o projeto básico da construção do trecho da rodovia que vai ligar o Brasil ao Peru, dando continuidade da BR-364 via Parque Nacional da Serra do Divisor. O anúncio foi feito durante o II Encontro Brasil/Peru – Avanços na Integração na tarde de hoje, no Sesc, onde a imprensa teve acesso restrito.

Além de Marinho, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também esteve no evento e assegurou a políticos e empresários locais que o Itamaraty também passará atuar junto ao governo peruano para acelerar a integração.

O senador Márcio Bittar, relator do Orçamento da União para 2021, apresentou um vídeo do DNIT sobre a elaboração do projeto executivo da obra da rodovia para licitar ainda este ano. Com relação à ponte da travessia sobre o Rio Juruá entre a BR-364 e Rodrigues Alves, Bittar assegurou que o governo do Estado está concluindo o projeto para licitar e incluir no orçamento da União do próximo ano.

“Eu sou o relator do Orçamento e vice-líder do presidente Bolsonaro no Congresso. Então não há a menor chance do Orçamento ser
aprovado sem o recurso da rodovia estar incluído”, assegurou o senador lamentando que o governo central peruano esteja agora criando dificuldades do ponto de vista ambiental para a aprovação da obra da estrada. “Temos inimigos do progresso no Brasil e no Peru. Do ponto de vista econômico, temos que estar virados para o oceano Pacífico e não para o Atlântico”, citou.

Sobre a ligação com Pucallpa, o governador Gladson Cameli disse que ficou surpreso com a celeridade do trâmite de projetos e andamentos. “Essa é a vantagem do governo Bolsonaro. Quando dá, dá, não tem enrolação. Agora vamos nos preparar para esse desenvolvimento que virá”.

A preparação da indústria e comércios locais para a ligação com o país vizinho e o restante do mundo via pacífico, lembrou o vice-governador Major Rocha, está bem adiantada por parte de instituições, como o Sebrae e Federação das Indústrias (FIEAC). “Essas instituições então dando suporte técnico para as empresas estarem aptas para aproveitar o novo momento que virá”.

Duplicação da AC-405 e melhoria da AC-407

Outro anuncio feito em Cruzeiro do Sul foi de recursos da ordem de R$ 45 milhões para a duplicação das rodovias estaduais, incluindo a AC-405, que liga Cruzeiro ao aeroporto. R$ 15 milhões foram garantidos por emenda do senador Márcio Bittar. “Essa obra é importante para os cruzeirenses, que já têm um lindo aeroporto”.

Cameli explica que o governo já tem R$ 40 milhões para duplicar a estrada até o aeroporto. E os R$ 15 milhões de Bittar serão empregados na duplicação até Mâncio Lima e para melhorias na AC- 407 até Rodrigues Alves.

Fazem parte da comitiva os ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, senadores Márcio Bittar, Sérgio Petecão, deputados federais Mara Rocha e Alan Rick, presidente da FIEAC, Adriano Silva, presidente da Assembleia legislativa, Nicolau Junior e deputado estadual, Luís Gonzaga.

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Clodoaldo Rodrigues, destaca que os cruzeirenses que cresceram ouvindo falar dessa integração “agora estão vendo tudo se tornar realidade e estamos todos muito felizes”, concluiu.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas