Conecte-se agora

INTO sofre apagão, gerador não funciona e paciente morre

Publicado

em

Além da falta de vagas para pacientes em estado grave para o tratamento de Covid-19, problema reconhecido pela própria Secretaria Estadual de Saúde, quem consegue vaga ainda tem que conviver com a falta de estrutura das unidades. Exemplo foi o que aconteceu no Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into-AC) na noite desta quinta-feira, 21.

Na recém inaugurada unidade de saúde, onde foram instalados 24 leitos de UTI para pacientes com a doença, bastou uma queda de energia para transformar em desespero a situação de pacientes e funcionários.

É que simplesmente o gerador que foi instalado no local não funcionou. Com isso, os profissionais em saúde para que os pacientes não morressem foram obrigados a fazer ventilação manual. Mesmo assim, uma paciente não resistiu e morreu.

Em uma nota divulgada pela Sesacre e Seinfra, o governo conta que o motivo para a falta de energia foi a presença de um animal que atingiu a linha de transmissão.

Apesar de confirmar que o gerador não funcionou, e que a morte ocorreu exatamente durante a falta de energia, o governo não explica o motivo para que um equipamento essencial para a vida de pacientes em uma unidade de saúde não tenha funcionado, já que falta de energia em Rio Branco não é nenhuma novidade.

Confira a nota do governo:

Nota pública

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) e da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) informa que uma pane na energia elétrica causada por um animal que atingiu a linha de transmissão, na noite desta quinta-feira, 21, causou interrupção no fornecimento de energia para o Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into-AC), onde funcionam 24 leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

Após o episódio, a placa de automação, que aciona o grupo gerador de energia alternativo, não fez o equipamento funcionar, obrigando os profissionais do Into a fazerem a ventilação de alguns pacientes por meio mecânico, até que a rede de energia fosse restabelecida.

A Seinfra informa que os aparelhos que mantêm os pacientes estabilizados possuem baterias que asseguram o seu funcionamento até o retorno da normalidade, mas que elas se esgotaram para alguns internados, fazendo com que os profissionais utilizassem ventilação manual nestes. Foi durante um desses procedimentos que uma paciente, já bastante debilitada, veio a óbito.

A Sesacre ressalta que não houve interrupção no fornecimento de oxigênio e outros gases medicinais, porque o sistema tem cilindros reservas.

Por fim, Sesacre e Seinfra informam que a Energisa isolou parte do fornecimento de energia a uma determinada área da cidade para restabelecê-la ao Into-AC, até que o animal fosse removido da rede de transmissão.

Rio Branco, AC, 22 de maio de 2020.

Secretaria de Estado de Saúde do Acre
Secretaria de Estado de Infraestrutura do Acre

Nota da Energisa

A Energisa Acre informa que em decorrência de danos causados por um animal na rede de distribuição, houve a interrupção no fornecimento de energia elétrica nas imediações dos bairros Tangará, Portal da Amazônia e Floresta Sul. Assim que acionadas, nossas equipes efetuaram a transferência do suprimento de energia do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (INTO-AC) para outro circuito, isolando a parte defeituosa e normalizando o atendimento ao hospital.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas