Conecte-se agora

Presença da PM e Vigilância em Igreja Universal gera polêmica

Publicado

em

Na noite deste domingo, 17, chamou a atenção o número de viaturas na Igreja Universal, localizada no bairro do Bosque, na capital acreana.

A presença da PM e da Vigilância Sanitária seria para atender a denúncia de um suposto descumprimento do decreto que proíbe o funcionamento de templos religiosos.

Os pastores presentes na igreja explicaram que não se tratava da realização de culto com a presença de fiéis, apenas a gravação da celebração online como tem ocorrido desde a implantação do decreto.

O assunto foi o estopim para o início da discussão entre quem defende o relaxamento das medidas de contenção ao Covid -19 com os que são defensores de medidas ainda mais enérgicas, como o lockdown, já que os casos da doença não param de crescer no Acre.

“Tem gente aglomerada em todo lugar, tomando tereré, tomando umas, batendo papo e etc. A polícia passa e finge que nem ver. Aí os pastor vão pra igreja gravar os culto é aglomeração? Quero ver se vai fiscalizar os ônibus amanhã pra ver se tem só o tanto de pessoas certa e com dois metros de distância umas das outras”, diz a internauta Iara Cavalcante.

“Vamos aproveitar essa boa vontade de denunciar alguém, aproveitem e denunciem os traficantes que vendem droga na sua rua, eles causam mais prejuízo à sociedade do que igrejas abertas”, diz Elcione Alves.

Há também quem defenda a ação dos militares. “Gente, o governo não tá perseguindo as igrejas não. Vc pode orar em qualquer lugar. Seus vai escutar suas orações se vc as fizer em casa, inclusive. Para quem sente falta de cultos ou missas, está sendo transmitido via internet. Hoje cabe o bom senso. Nada de aglomeração, diz Yana Sara.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas