Conecte-se agora

Funcionários da Havan protestam em frente ao Palácio Rio Branco

Publicado

em

Mesmo com as recomendações das autoridades sanitárias e da Organização Mundial da Saúde (OMS) e os decretos municipal e estadual que orienta acerca do distanciamento social devido ao novo coronavírus (Covid-19).

Um grupo de colaboradores da loja Havan de Rio Branco se reuniram na manhã desta segunda-feira, 18, no centro de Rio Branco, para pedir o fim do decreto que prorroga as restrições de funcionamento de estabelecimento considerados não essenciais.

Em protesto e com frases de efeito, os colaboradores saíram em caminhada do prédio da Prefeitura de Rio Branco e percorreram diversos pontos da região central até o Palácio Rio Branco, pedindo o retorno ao trabalho. “Precisamos pagar nossas contas, pois as contas continuam chegando e não podemos ficar sem trabalhar”, disse o representante do grupo.

A loja Havan se encontra fechada desde 1º dia de Maio, em determinação do Ministério Público Federal (MPF) que lavrou auto de infração por descumprimento do decreto do governo acreano que determina o fechamento de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais.

O protesto contou com adesão de manifestantes que se reuniram em frente à Prefeitura de Rio Branco para protestar contra a implementação do rodízio de veículos na Capital.

Assista ao vídeo:

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas