Conecte-se agora

Psiquiatra acreano dá dicas de como enfrentar isolamento social

Publicado

em

Em meio à pandemia do novo Coronavírus, muitos acreanos estão adotando as medidas de isolamento social devido ao combate do Covid-19

O psiquiatra Lucas Benevides, em entrevista ao ex-senador e agora youtuber Jorge Viana, comentou que uma parte da população vem conseguindo cumprir o isolamento social devido a tecnologia.

“Se não fosse a tecnologia, dificilmente a gente conseguiria o isolamento efetivo sem repressão. Então vejo com bons olhos a gente poder discutir o isolamento necessário, mas de uma maneira que seja pelo convencimento, uma maneira que seja pelo respeito às liberdades individuais”, afirmou.

Ele conta que para a população passar bem por essa quarentena precisa desenvolver o que é chamado de “Satisfação Simbólica”. Segundo ele, a “Satisfação Simbólica” pode ser resumida em uma única palavra “brincar”.

“Nós temos uma capacidade de não precisar da realidade pra gente se satisfazer. O ser humano tem um cérebro que se desenvolveu, principalmente, na região frontal de maneira que o que acontece nesse cérebro de imaginação, pode ganhar peso de realidade, e eu posso estar dentro e isolado numa solitária, por exemplo, ou num sótão de uma casa, ou num campo de concentração, ou numa situação de tortura, como quando tivemos recentemente na história do Brasil e o que que essas pessoas que estão nessa situação utilizam para passar por essa adversidade? Usam exatamente a mente. Por isso que é tão importante a saúde mental. É nessa situação onde a gente encara proibições e frustrações reais são maiores, a gente precisa recorrer a essa nossa capacidade. Aquelas pessoas que treinam essa capacidade vão passar por uma situação como essa melhor. Esse treinamento existe na nossa sociedade”, relatou.

Ele citou como exemplo o caso do ramadã, mês em que os muçulmanos fazem jejum em sacrifícios.

“Eles fazem um mês de sacrifício onde há uma restrição de toques, relacionamento pessoais e a restrição da alimentação. As sociedades criam recursos para passarmos por essas situações. A gente, quando não tá em dia com essa prática de utilizar a mente para alcançar o limite onde a possibilidade e a realidade não permite, a gente consegue superar.

Ele encerrou afirmando que é importante as pessoas se sentirem bem dentro do próprio corpo.

“Não importa se eu estou em 2 metros quadrados ou 200 metros quadrados, eu tenho que estar bem dentro do meu próprio corpo”, afirmou.

video

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas