Conecte-se agora

PCdoB vai à justiça para garantir insalubridade a todos servidores

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) alertou nesta quarta-feira, 13, para o prazo de publicação do Projeto de Lei da Insalubridade para os servidores que estão na linha de frente no combate a Covid-19, ocorrida somente 14 dias depois de sua aprovação.

“Vão tentar fazer uma folha suplementar”, disse Edvaldo acerca do possível atraso no pagamento do benefício que foi aprovado com brevidade pelos deputados. Ele buscou informações na Sesacre e constatou que o pagamento não sairá em folha regular.

O parlamentar condenou a manutenção da injustiça contra boa parte dos servidores da Saúde que não receberão a insalubridade. “Há uma parte que corre risco todo dia e não receberá a insalubridade”, disse, anunciando que o PCdoB irá pedir na Justiça a correção da lei, estendendo a todos os servidores os novos valores da insalubridade.

“Todo mundo está exposto”, disse, referindo-se ao possível contato do profissional com a Covid-19.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas