Conecte-se agora

Empresa avisa ao MP que vai suspender refeições nos presídios acreanos a partir de sexta-feira

Publicado

em

Além da Covid-19 que já chegou ao presídio contaminando detentos e policiais penais, diminuição no efetivo e as fugas que voltaram a acontecer nos últimos dias, a direção do IAPEN tem mais uma dor de cabeça.

A empresa responsável pelo fornecimento da alimentação aos presídios informou ao Ministério Público do Acre que em virtude de atrasos no pagamento vai suspender o fornecimento de almoço e jantar aos detentos a partir da próxima sexta-feira, 15.

A fornecedora da alimentação relatou ao MP que os débitos são de novembro de dezembro ainda do ano de 2018, o governo também não quitou os meses setembro, outubro, novembro e dezembro de 2019 e ainda deve mais três meses e meio deste ano.

A soma da dívida é calculada em em cerca de 3 milhões de reais.

“A preocupação do Ministério Público é que há poucos dias já tivemos um motim pela falta de água com dezenas de feridos. Ficamos preocupados com as consequências de uma possível interrupção da alimentação, ainda mais nesta época de pandemia”, afirma o Promotor de Justiça Tales Tranin.

O Ministério Público oficializou a situação ao IAPEN, mas afirma que ainda não obteve resposta.

O ac24horas não conseguiu contato com o presidente do IAPEN, Arlenilson Cunha, que estaria em viagem ao interior do estado. Um contato foi feito com assessoria do instituto e o site aguarda um posicionamento oficial sobre o assunto.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas