Conecte-se agora

FIEAC comemora decreto que inclui indústria e construção civil entre atividades essenciais

Publicado

em

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou na última quinta-feira, 7 de maio, decreto que coloca a indústria e construção civil no rol de atividades essenciais. Com isso, esses segmentos poderão continuar em operação mesmo durante restrição ou quarentena em razão da pandemia causado pelo novo Coronavírus (Covid-19).

José Adriano, presidente da FIEAC, comemora a assinatura do decreto e afirma que a decisão é um alento, sobretudo à construção civil, que já enfrentava sérias dificuldades antes mesmo da turbulência causada pelo Coronavírus.

“Entendo que a construção civil e outras atividades industriais podem, sim, seguir suas atividades, respeitando a todas as normas e orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS). Aqui no Acre, por exemplo, a Federação das Indústrias tem dado todo apoio possível às empresas para que atuem garantindo total segurança aos seus colaboradores e clientes”, ressalta o empresário.

O presidente da FIEAC também cobra que o Executivo estadual priorize investimentos no setor da construção civil, aproveitando esse ato de coragem do governo federal em reconhecer a importância deste segmento, e apresente à sociedade alguma esperança de resgatar os empregos prometidos após o período de distanciamento social.

“O governo do Acre precisa mostrar se há de fato algum plano ou proposta para aquecer a economia e os segmentos industriais após a quarentena. Do contrário, essa crise terá resultados ainda mais catastróficos por total inércia e falta de comprometimento e visão do governo do Acre. Esse desastre tem que ser evitado”, reforça José Adriano.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas