Conecte-se agora

Chegada da Covid-19 a Xapuri impôs mudança no comportamento da população

Publicado

em

Não há dados oficiais disponíveis sobre taxa de isolamento social no município de Xapuri, mas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o comportamento da população quanto às medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus melhorou substancialmente após o registro dos primeiros casos positivos de Covid-19 na cidade, que se iniciaram a partir do dia 27 de abril.

O município de Xapuri foi o primeiro do Acre a decretar o toque de recolher, no dia 15 de abril, mas não houve adesão da população e muito menos medidas efetivas para que o decreto fosse respeitado. Pelo o que foi observado nas redes sociais, muitas pessoas protestaram contra a decisão da prefeitura e contestaram o fato de se proibir a circulação no período noturno e a manutenção da cidade aberta a visitantes.

Um pouco antes de o prefeito Ubiracy Vasconcelos baixar a medida, as equipes de controle postadas na barreira sanitária instalada na entrada da cidade registraram a chegada de muita gente em Xapuri com fim de visitar familiares, principalmente durante o período da Semana Santa. Em pronunciamento, o gestor municipal afirmou que não possui autoridade legal para fechar a cidade a quem chega.

Durante praticamente todo o mês de abril, a movimentação de pessoas nas ruas de Xapuri, especialmente as centrais, ocorreu de maneira quase normal, com os cidadãos aparentando despreocupação com o perigo que rondava. Aglomerações nas filas da única casa lotérica da cidade, a Globo da Sorte, no posto de atendimento do Bradesco e na agência do Banco do Brasil foram constantes.

A realidade começou a mudar a partir da confirmação dos primeiros casos de covid-19. A primeira mudança de atitude foi a adesão massiva às máscaras caseiras ao ponto de ter se tornado raro encontrar alguém nas ruas sem o item de proteção individual. A constatação é confirmada pelo secretário municipal de saúde, Wágner Soares de Menezes, que credita à mudança de comportamento o fato de o município não registrar nenhum caso novo há quase um semana.

“Nós percebemos essa mudança no comportamento das pessoas com muita satisfação, principalmente o uso das máscaras de maneira frequente, como nós vínhamos recomendando. Queremos agradecer e parabenizar a população por estar colaborando nesse sentido, pois sabemos da importância dessa medida que é baseada nos decretos e que tem o objetivo de nos mantermos mais seguros e com condição de prestar atendimento aos que vierem precisar”, disse.

Outro ponto positivo foi observado pela comandante do 8º Batalhão do Corpo de Bombeiros, sediado em Xapuri, a tenente Marcela Sopchaki. Segundo ela, as filas nos bancos e casa lotérica estão bem mais organizadas, com as pessoas que têm a necessidade de ir a esses locais respeitando o distanciamento exigido pelas autoridades, situação bem diferente de há algumas semanas, quando Bombeiros chegaram a ser xingados por tentar organizar as filas.

“Recebi fotos da fila na lotérica e estava super organizada. Talvez as pessoas estejam caindo na real, cada vez mais. Mas ainda tem algumas bem atrasadas em relação à seriedade do problema”, afirmou a comandante da corporação que tem estado na linha de frente do combate à pandemia desde o início da crise no Acre, inclusive com o registro de alguns membros sendo atingidos pela doença. Apenas em Xapuri foram 3 bombeiros testados positivamente.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas