Conecte-se agora

Denúncia: médica atende dois setores do PS aumentando riscos de contaminação

Publicado

em

Sem a disponibilidade de testagem de médicos para coronavírus (Covid-19), gestores colocam em risco pacientes que procuram unidades de saúde. A informação foi fornecida pelos próprios profissionais que atuam no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) que também reclamaram da falta de álcool em gel durante o final de semana.

Com a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) lotada, chegando a utilizar enfermarias do 4º andar para abrigar as pessoas com casos suspeitos e confirmados para Covid-19, servidores estão recebendo luvas, máscaras e alguns face shields do governo do Estado. Os aventais e protetores faciais estão chegando por meio de doações ou por compras realizadas pelos próprios trabalhadores.

Os representantes do Sindmed-AC foram até o Huerb para verificar se os pacientes já estariam sendo levados para o Into, como previsto pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), mas a resposta foi negativa e um alerta feito por parte dos filiados de que a nova unidade ainda se encontra em obras, inviabilizando a abertura de leitos para mais pacientes.

A situação ainda pode se agravar, pois a gestão do hospital decidiu realizar reforma da antiga UTI em pleno momento de pandemia, quando seria necessário manter espaços para abrigar mais pessoas.

“Vamos cobrar a Sesacre para a necessidade de testagem de médicos, principalmente aqueles que estão na linha de frente. O objetivo é buscar uma proteção ainda maior para o profissional e para os pacientes”, detalhou o vice-presidente do Sindmed-AC, Guilherme Pulici.

Durante a visita, os diretores encontraram um gestor da unidade circulando pelo hospital sem máscara e, depois de questionado, acabou explicando que havia chegado sem o equipamento protetor, descumprindo o decreto estadual.

Com a falta de profissionais de saúde para cobrir as escalas, uma única médica está sendo obrigada a atender vários pacientes do Serviço de Emergência Clínica (SEC) e SEC Covid, aumentando a possibilidade de contaminação. Nas enfermarias e UTI, também faltam profissionais para fechar as escalas, resultando em maior risco de morte caso dois ou mais apresentem intercorrências.

A primeira-secretária, Jacqueline Fecury, alertou para a necessidade de agilizar a abertura do Into. Ainda há a preocupação da reforma na antiga UTI do Huerb que poderia ser mais um espaço a ser utilizado.

“Vamos levar todos os problemas as autoridades, por meio de relatório. A reforma dessa UTI é questionável, pois estamos em plena pandemia, em que se pode ampliar a quantidade de casos, resultando em mortes por falta de leitos ou pela falta de médicos”, finalizou Jacqueline Fecury.

Fonte: Sindicato dos Médicos do Acre

Anúncios

Destaque 4

Promotor diz que quem ajudou Ícaro a fugir e se esconder também vai responder por crime

Publicado

em

O promotor de Justiça Efrain Mendonza Filho, do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), que concordou com o pedido de prisão preventiva do fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto, acusado de dirigir a BMW que matou uma mulher a caminho do trabalho, contou ao ac24horas que “não só aquele que colidiu com a motocicleta tem que responder pelo crime de homicídio, como também o outro condutor”.

A fala do promotor é em relação a suspeita de que o acidente teria sido provocado por um racha, supostamente praticado por Ícaro e o estudante Alan Araújo de Lima, o motorista que passou pela Avenida Antônio da Rocha Viana ao lado da BMW que matou Jonhliane Paiva, de 30 anos. Segundo o promotor, “os dois vão responder por homicídio doloso contra a vítima porque estavam fazendo racha e são autores do crime”.

Para Efrain, ambos os condutores cometeram o mesmo crime. “A diferença que há é que o carro que passou por cima de vítima e a jogou no ar foi do Ícaro. Não foi um acidente, mas sim um homicídio doloso, não se importaram com quem estavam na frente deles”, afirma.

O promotor conclui dizendo que “todos aqueles que ajudaram eles a fugir do local e a se esconder vão responder pelo crime de favorecimento pessoal”. Os dois condutores receberam pedido de prisão preventiva. Alan já compareceu à delegacia. O advogado de Ícaro, Sanderson Moura, diz que ele está vindo de Fortaleza para se entregar em Rio Branco.

Continuar lendo

Destaque 4

Acusado de participar de racha que matou Jonhliane Paiva é preso no bairro Tropical

Publicado

em

O estudante Alan Araújo de Lima, acusado de ser um dos motoristas que participava de um racha que culminou com a morte de Jonhliane Paiva, foi preso na manhã desta sexta-feira, 14, pela Polícia Civil.

Os agentes o encontraram na casa de uma irmã, localizada no bairro Tropical. Antes, a equipe da Polícia Civil havia ido ao endereço fornecido por Alan à justiça no Conjunto Xavier Maia, mas ele não foi encontrado.

O principal acusado por está dirigindo a BMW que atropelou e matou Jonhliane, o fisioterapeuta Ítalo José da Silva Pinto, de 33 anos, foi flagrado nesta quinta em uma praia em Fortaleza, no Ceará. Como também há um mandado de prisão em seu nome,a polícia acreana já acionou a polícia cearense para prendê-lo.

Continuar lendo

Destaque 4

Vídeo mostra condutor de BMW que matou mulher curtindo em praia de Fortaleza

Publicado

em

A polêmica em torno do acidente que tirou a vida de Jonhliane Paiva de Souza, no último dia 6 de agosto, ganhou um novo capítulo. Vídeos divulgados por uma acreana, supostamente gravados nesta quinta-feira, 13, insinuam que o acusado de dirigir a BMW que colidiu na motocicleta da vítima está em Fortaleza (CE). Nas imagens feitas numa praia, a mulher comenta: “aí galera, nosso atropelador de gente”.

A pessoa que faz as filmagens ainda chega a brincar pedindo dinheiro pela divulgação do vídeo. “O assassino da Jonhliane em Fortaleza, no Ceará, curtindo uma praia, tomando uma água de coco enquanto a família da menina está em luto”, diz, completando: “é muito descarado”. Nas imagens, aparece um rapaz, aparentando ser o fisioterapeuta Ícaro José da Silva Pinto, uma mulher de cabelos louros, também aparentando ser a companheira que estava com ele no momento do acidente e um senhor, apontado como seu pai, o advogado aposentado e ex-juiz eleitoral do Acre, José Teixeira Pinto.

Ao tomar conhecimento dos vídeos, o ac24horas entrou em contato com a mãe do suspeito, a presidente do Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado do Acre (Sinproacre), a professora Alcilene Gurgel, que confirmou que ela está em Fortaleza, mas disse que seu filho, Ícaro, estaria em Rio Branco. Questionada pela reportagem sobre as filmagens dele na praia, ela negou e disse se tratar de uma filmagem antiga, de janeiro deste ano.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Destaque 4

Em apenas 12 dias de agosto, Acre registra mais de mil focos de queimadas

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE - AC24HORAS.COM

Um relatório apresentado pelo governo do Acre nesta quinta-feira, 13, mostra o quanto é preocupante a situação das queimadas no estado. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, a Amazônia Legal já acumula, do início do ano até agora, 38.918 focos de queimadas, dos quais 31,1% localizavam-se no estado do Mato Grosso (12.097), 21,7% em Pará (8.447) e 16,2% em Amazonas (6.287). O Acre ocupa o 8° lugar no ranque (3,8%), com 1.488 focos de queimadas.

Os dados mostram que no Acre, o município de Feijó é responsável por 339 focos de queimadas. Isso representa 22,8% do que foi registrado em todo o Acre. Na sequência, aparecem os municípios de Tarauacá (325) e Cruzeiro do Sul (124). Os três municípios são responsáveis, de acordo com o relatório, por quase 53% das queimadas no Acre.

A prova de que agosto é um dos meses mais complicados para o combate às queimadas é que apenas nos primeiros 12 dias do mês, houve o registro de 1.022 focos de queimadas, segundo dados do satélite de referência. Ou seja, em menos de duas semanas do mês de agosto se queimou mais do todos os outros meses do ano juntos.

Ainda, segundo o relatório, das áreas naturais protegidas no Acre onde mais se queima é a Reserva Extrativista Chico Mendes, que acumula 34 focos de queimadas, seguido da Reserva Extrativista do Alto Juruá.

Outro dado mostra que a maior ocorrência de queimadas no Acre se concentra nas propriedades particulares, áreas discriminadas e projetos de assentamento.

Por fim, o que o acreano tem sentido, literalmente na pele, nos últimos dias, o forte calor e ausência de chuvas fazem com que a maior parte do estado esteja em alto ou crítico risco de fogo, como mostra o gráfico abaixo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas