Conecte-se agora

Comércio só volta se casos de Covid-19 reduzirem em 10 dias

Publicado

em

Com o aumento dos casos de coronavírus no Acre cada vez maior, o governo do estado já havia anunciado neste domingo, 4, que não iria flexibilizar agora o decreto que permite apenas o funcionamento de estabelecimentos considerados essenciais para a população.

No Diário Oficial desta segunda-feira, 4, o governo faz algumas projeções que só serão confirmadas com a redução dos números de casos da doença.

As atividades empresariais, por exemplo, podem voltar no dia 18 de maio. Para isso, o decreto prevê que é necessário o registro de redução contínua de novos casos nos 10 (dez) dias anteriores no município.

Já as escolas, creches, faculdades, centros universitários, igrejas, templos, cinemas, teatros, bares, clubes, academias, banhos/balneários, casas de shows e boates, pode retornar no dia 1º de junho e também está condicionado a diminuição dos casos nos 10 dias anteriores.

Em relação a reabertura do funcionamento dos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta do Poder Executivo pode ocorrer no dia 18 de maio, desde que seja aprovado protocolo de ações destinado a garantir a segurança dos servidores públicos e dos usuários dos serviços públicos prestados pelo Estado.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas