Conecte-se agora

Pesquisa: Acre tem mais de 200 presas grávidas, mães de menores ou doentes crônicas

Publicado

em

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) produziu o mapeamento de mulheres presas grávidas, parturientes, mães de crianças até 12 anos, idosas ou doentes no sistema prisional brasileiro, mostrando que nos presídios acreanos existem 196 mães de filhos menores de 12 anos. Há três grávidas e 4 com doenças crônicas ou respiratórias.

O levantamento junto aos Estado foi realizado pela Diretoria de Políticas Penitenciárias do Departamento, e tem como objetivo ter dados de mulheres presas com intuito de reunir informações para enfrentamento do novo Coronavírus. Foram identificadas que, em todo o Pais, 4.052 presas possuem doenças crônicas ou doenças respiratórias e 208 estão grávidas.

Segundo o Infopen de dezembro de 2019, o encarceramento feminino está aumentando. Desde 2016, havia uma queda na quantidade de mulheres presas, nesse período chegou a ser 41 mil mulheres. Em 2018, foram contabilizadas 36,4 mil mulheres e, em dezembro de 2019, aumentou para 37,2 mil mulheres.

“As doenças mais comuns entre as mulheres são hipertensão (2.452 aparições), HIV (434 aparições) e diabetes com 411”, informa o Depen. O Acre tem um caso de presa hipertensa.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas