Conecte-se agora

No Acre, médicos querem mudar fluxo no encaminhamento de suspeitos de Covid-19

Publicado

em

Os médicos que estão trabalhando na linha de frente no combate à Covid-19 no Acre repassaram ao Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) que pretendem cobrar do governo do Estado a presença de um transporte para pacientes suspeitos e dos casos de coronavírus confirmados da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Sobral para a UPA do Segundo Distrito, que ainda não há.

O sindicato também quer alterar o fluxo de pessoas com problemas respiratórios que chegam ao Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac), pedindo a viabilidade da transferência de pacientes com sintoma respiratório por não existir condições de atendimento no local, evitando contato com outros usuários.

Na UPA da Sobral, os profissionais de saúde temem pela proliferação do vírus, uma vez que trabalham com uma área isolada improvisada para os casos suspeitos. Além disso, não há transporte de todos os casos para a UPA do Segundo Distrito, fazendo com que um paciente diagnosticado vá sozinho para a unidade de referência, às vezes utilizando o transporte público.

A classe médica pede apoio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) para conseguirem medidas que possibilitem esse transporte também máscaras cirúrgicas aos pacientes que chegarem com a queixa de problemas respiratórios.

Tudo isso será inserido num relatório que será encaminhado para a Sesacre para cobrar melhorias.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas