Conecte-se agora

Médicos denunciam posto de saúde que atendia sem a obrigatoriedade do uso de máscara

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Saúde do Acre (Semsa) teve de ser acionada após o Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) receber a informação de que a Unidade de Referência de Atenção Primária (URAP) Cláudia Vitorino, localizada no bairro Taquari, ainda está atendendo pacientes, mas sem a cobrança do uso de máscara. Os médicos exigem a fixação de cartazes cobrando a obrigatoriedade do item de proteção nas unidades básicas de saúde e demais prédios do poder público.

O estabelecimento de saúde continua atendendo a população, mas de forma reduzida e selecionada, recebendo os pacientes agendados e aqueles com problemas respiratórios, mas não tinha a cobrança da utilização de máscaras por parte dos usuários. Outros serviços como fisioterapia e fonoaudiologia foram suspensos.

Segundo o Sindmed-AC, a máscara contribui para reduzir a quantidade de mortes por coronavírus. “A máscara pode ajudar na redução da quantidade de casos, na queda da quantidade de mortes, com isso, poderemos esperar o fim da quarentena com maior brevidade, mas todos precisam colaborar, por isso cobraremos da prefeitura, para que ela faça esse reforço”, detalhou Guilherme Pulici.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas