Conecte-se agora

Zen propõe prisão para donos de escolas particulares que “tocam o terror” contra professores

Publicado

em

O deputado Daniel Zen (PT) disse na sessão virtual da Assembleia Legislativa desta quarta-feira, 22, que também foi surpreendido com o veto do governador Gladson Cameli a um artigo importante do projeto de lei das suspensão dos empréstimos consignados dos servidores-e fez uma comparação com a proposta que põe fim às gratificações e adicionais do funcionalismo. “Isso é de uma maldade tamanha”, condenou o deputado do PT.

Ele manteve o desafio aos colegas e juristas a provarem a inconstitucionalidade dos projetos da oposição, incluindo o dos consignados.

Zen anunciou PL que proíbe o governo de tirar adicionais dos servidores nesta pandemia.

Ele criticou também suposta movimentação das escolas particulares contra o projeto do deputado José Bestene que reduz as mensalidades nessas unidades de ensino. “O professor não tem culpa de nada”, disse Zen, que até falou em pedir a prisão daqueles que chamou de “barões” do ensino privado -os donos das escolas particulares.

O deputado estadual José Bestene apresentou projeto de lei propondo a redução proporcional de 30% das mensalidades da rede privada de ensino enquanto durar a pandemia.

Zen tomou conhecimento que uma movimentação das escolas privadas vem “tocando o terror” entre os professores, sob alegação que seus salários seriam reduzidos.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas