Conecte-se agora

Pico da Covid-19 em Rio Branco deve ser entre maio e a 1ª quinzena de junho

Publicado

em

Uma nova reunião por videoconferência ocorreu nessa quarta-feira, 22, entre o governador do Acre, a prefeita de Rio Branco, o Conselho Regional de Medicina e a Universidade Federal do Acre (Ufac). O encontro foi necessário diante do avanço da contaminação por coronavírus no estado nos últimos dias. Um novo estudo de médicos pesquisadores da Ufac apresentou as previsões sobre a propagação da doença no estado.

Conforme apresentado pelo médico e pesquisador Fernando Melo, o pico de contaminação pelo novo coronavírus no Acre está previsto para todo o mês de maio. Já o fim da primeira onda de Covid-19 deve acontecer no início de setembro. No entanto, o número de mortes podem ultrapassar 250 em 12 semanas, caso a quantidade de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) não aumentar e ainda se o isolamento social não ocorrer de forma mais efetiva, mantendo-se acima de 40%.

O portal de notícias do governo, o Notícias do Acre, destacou que Gladson Cameli tem buscado parceria com a prefeitura de Rio Branco por entender que esta pandemia só será vencida com trabalho conjunto. “A prefeita Socorro Neri tem sido extremamente atuante e dedicada e esse é um momento não dá pra ser diferente. Salvar vidas é a missão prioritária das equipes da Prefeitura da capital e do governo do Estado”.

FOTO: ASSIS LIMA

Socorro Neri pediu maior colaboração da população para combater a proliferação da doença, uma vez que Rio Branco lidera como a cidade com maior número de contaminados do Acre. “Temos feito tudo o que é necessário para salvar vidas, mas volto a dizer que precisamos muito que quem possa ficar em casa não se arrisque e também não coloque em risco a vida das outras pessoas. E quem tiver que trabalhar também deve tomar as medidas necessárias para proteção individual”, disse.

O governo ainda aguarda a chegada de equipamentos de proteção (EPIs), equipamentos médicos como respiradores e garante que está trabalhando no aumento dos números de UTIs no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), que deve receber mais 11 leitos, com capacidade de abrigar ainda mais 40.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas