Conecte-se agora

Internautas expõem acreanos quebrando o isolamento

Publicado

em

O famoso “rolê” entre os amigos que curtem festa, música e bebidas alcoólicas teve de ser interrompido por conta da pandemia do novo coronavírus em toda parte do mundo. No Acre, não foi diferente. O governo até prorrogou o decreto de isolamento social por mais 15 dias, a contar desta segunda-feira, 20. Entretanto, algumas pessoas ainda insistem em fazer esses encontros e festas em reuniões íntimas, geralmente em casa. Incomodados com essa atitude, internautas criaram diversos perfis nas redes sociais como forma de denunciar tais eventos que fogem da regra.

Os perfis expõem, em inúmeras publicações, quem são as pessoas que costumam reunir-se em grupos durante o período de isolamento social, que tem como foco principal impedir a proliferação da Covid-19. Muitas discussões e até ameaças já foram registradas nas redes sociais desde que deram início a caça àqueles que quebram o distanciamento social.

Uma das internautas que começaram a expor os “infratores” da quarentena foi a acreana Gíverny Alana, por meio de sua própria conta no Twitter. A jovem reside atualmente em Portugal, mas ainda mantém muitos amigos no Acre desde que mudou de país. Ao observar que seus conterrâneos não estavam obedecendo as regras de isolamento ou até duvidando da gravidade do vírus, usou suas redes sociais para iniciar o movimento que coíbe as festas e encontros.

“Na verdade a ideia não foi minha, foi de um amigo, mas como ninguém teve coragem de fazer o “exposed”, eu fiz. Não sei se minha iniciativa vai gerar resultados, mas pelo menos vai envergonhar alguns que estão agindo como se nada tivesse acontecendo”, explicou a jovem em conversa com o ac24horas.

Mesmo não morando mais no Estado, Gíverny afirma que possui muitas pessoas próximas no Acre, incluindo familiares. “Minha irmã mais velha, meus avós, tios, tias, pessoas importantes, e eu fico extremamente revoltada de saber que as pessoas não estão tomando os cuidados necessários, assim colocando em risco uma população inteira, porque se tem uma pessoa contaminada num ambiente com mais 10 pessoas, aquilo vai só se proliferar e causar um estrago inimaginável”, lamenta.

Os perfis também ganharam espaço no Instagram. Vídeos e fotografias de pessoas se reunindo em festas reservadas são publicados de maneira a expor quem desobedece as regras do distanciamento social. Apesar das críticas, muitas daqueles que são expostos nos perfis, a maior parte de quem acessa as páginas aprova o movimento e contraria a atitude de quebrar a quarentena.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas