Conecte-se agora

Cameli não assina carta em repúdio as declarações do presidente Bolsonaro

Publicado

em

O governador do Acre, Gladson Cameli, é um dos seis chefes de executivo que não assinou a carta de apoio ao Congresso Nacional neste domingo, numa reação aos últimos ataques do presidente Jair Bolsonaro ao Parlamento. O documento afirma que as declarações do presidente afrontam princípios democráticos.

“O Fórum Nacional de Governadores manifesta apoio ao presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, diante das declarações do Presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre a postura dos dois líderes do parlamento brasileiro, afrontando princípios democráticos que fundamentam nossa nação”, diz a carta.

O desconforto das declarações do presidente ficou claro com as mensagens publicadas nas redes sociais pelos ministros do Supremo Marco Aurélio Mello e Luis Roberto Barroso, recém-eleito para presidir o Superior Tribunal Eleitoral (TSE).

Veja quais governadores assinaram o documento:

Renan Filho (Alagoas)
Waldez Góes (Amapá)
Rui Costa (Bahia)
Camilo Santana (Ceará)
Renato Casagrande (Espírito Santo)
Ronaldo Caiado (Goiás)
Flávio Dino (Maranhão)
Mauro Mendes (Mato Grosso)
Reinaldo Azambuja (Mato Grosso do Sul)
Helder Barbalho (Pará)
João Azevêdo (Paraíba)
Paulo Câmara (Pernambuco)
Wellington Dias ( Piauí)
Wilson Witzel (Rio)
Fátima Bezerra ( Rio Grande do Norte)
Eduardo Leite ( Rio Grande do Sul)
Carlos Moisés (Santa Catarina)
João Doria (São Paulo),
Belivaldo Chagas (Sergipe)
Mauro Carlesse (Tocantins)

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas