Conecte-se agora

Cunhado relata drama para velar parente que morreu com suspeita de Covid-19

Publicado

em

As mortes decorrentes de casos suspeitos de Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, vem mudando radicalmente a forma de se despedir de um amigo ou ente querido.

O cunhado de Leandro dos Santos, 32 anos, que faleceu neste sábado (18) com suspeita do novo Coronavírus, relatou o drama de tentar velar o ente, ao videomaker do ac24horas, Whidykennedy, em uma entrevista feita na tarde deste sábado, 18, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do 2º Distrito, em Rio Branco.

Miquéias da Silva Pereira, cunhado da vítima, conta que a UPA do 2º Distrito autorizou em nota técnica a realização do funeral, entretanto as funerárias de Rio Branco se recusam a realizar a cerimônia.

“Está um pouco burocrático para velar. Não se sabe se ele morreu devido ao Covid-19 ou pneumonia, mas a UPA emitiu uma nota técnica permitindo que ele fosse velado, porém, com restrições de grupos de riscos: idosos, gestantes e as crianças. Só que a gente liga em algumas funerárias, e elas tem se recusado a velar. Agora, estamos esperando a resposta de outra funerária se vai aceitar ou não”, relatou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas