Conecte-se agora

Saúde trava embate contra transmissão comunitária do coronavírus em Plácido de Castro

Publicado

em

Após a confirmação de 13 casos positivos para a doença transmitida pelo novo coronavírus, o Sars-Cov-2, a secretaria municipal de saúde de Plácido de Castro, cidade com pouco mais de 19 mil habitantes, passou a ficar mais vigilante com relação ao vírus. Um óbito já foi atestado e a prefeitura aguarda o resultado do exame de um segundo óbito [uma mulher de 49 anos que morreu ontem (16)] para afirmar se a morte foi, realmente, provocado pela Covid-19.

O secretário João Lessa destacou a importância do isolamento social neste momento. O prefeito da cidade, Gedeon Barros, decretou toque de recolher das 19h às 5 da manhã. “Intensificamos as desinfecções das ruas e o processo de conscientização das pessoas para com a doença. Devemos vencer essa pandemia de forma consciente”, disse Lessa em entrevista ao Jornal do Acre, na Rede Amazônica nesta sexta-feira (17).

Segundo o gestor, o município vem atuando como pode desde a confirmação dos primeiros casos positivos. “Hoje temos 71 casos notificados, 31 descartados, 27 em análise e 13 confirmados”, explicou. Duas pessoas moradoras de Plácido de Castro que estavam internadas já receberam alta.

Uma profissional de saúde do município está internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rio Branco, mas fora de perigo. Sobre a mulher de 49 anos que acabou falecendo nessa quinta-feira, Lessa disse que ela havia tido contato com dois casos positivos, por isso foi feita a coleta para exame nela.

“Seguimos o protocolo, pois a sogra dela havia testado positivo e o avô do esposo dela, que foi nossa primeira morte registrada pela doença, também. Procuramos ela pra fazer a coleta e pela manhã, quando ela chegou ao hospital em estado um pouco mais grave, teve de ser transportada até Rio Branco”, afirmou.

O resultado do exame para atestar se ela tinha ou não o vírus ainda não foi divulgado. “Estamos fazendo barreiras na cidade e no Distrito de Vila Campinas para controlar o fluxo e informar sobre a necessidade do isolamento social, para que as pessoas só saiam em extrema necessidade e não façam aglomerações”, destaca o secretário.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas