Conecte-se agora

Em Xapuri, Bombeiros são xingados por pedir distanciamento em fila de lotérica

Publicado

em

O recém-anunciado decreto de ações preventivas conjuntas contra o avanço da covid-19 pelas prefeituras dos municípios da regional do Alto Acre revela uma motivação comum. Além da intenção óbvia de se evitar que o novo coronavírus chegue à região – Xapuri, Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil ainda não têm casos confirmados – as autoridades estão encontrando sérias dificuldades para obter a obediência da população às medidas preventivas.

O maior dos problemas tem sido as aglomerações, que se ampliaram a partir do início do pagamento do auxílio emergencial pelo governo federal. A comandante do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Xapuri, tenente Marcela Sopchaki, relata a insatisfação das pessoas com a presença dos militares, que são xingados por algumas pessoas por orientá-las a manter o distanciamento de dois metros entre si na fila de atendimento da única casa lotérica da cidade.

“Estamos trabalhando muito desde que tudo isso começou. As pessoas são difíceis de lidar, mas temos que continuar com o nosso trabalho, instruindo-as para que se mantenham distantes umas das outras e pedindo para que o povo faça a sua parte e não propague a doença. Muitos levam a sério, mas outros não. Deixam as crianças brincarem fora de casa e passeiam pelas ruas, como percebo em rondas que faço, sem sair do carro, em minhas folgas”.

Nas redes sociais, é possível se perceber a insatisfação de muitas pessoas com as medidas tomadas pelas autoridades. Uma das mais criticadas foi a decisão da prefeitura de impor, via decreto, toque de recolher na cidade no período noturno. Houve quem invocasse até mesmo o direito de ir vir para afirmar que a norma seria inconstitucional. Alguns, no entanto, apoiam as restrições e até pedem o total fechamento da cidade.

Em Brasiléia, distante pouco mais de 60 quilômetros de Xapuri, não tem sido diferente quanto à resistência da população ao distanciamento social. Um grande agrupamento de pessoas à porta da agência da Caixa, na manhã desta sexta-feira, 17, dá uma demonstração da situação causada pela desobediência a uma das medidas consideradas como das mais importantes para se evitar a disseminação do vírus.

Durante toda esta sexta-feira, 17, servidores da prefeitura de Xapuri e Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) trabalharam na implantação da barreira sanitária do Entroncamento da BR-317. Lá, se revezarão em turnos, a partir desta data, equipes dos quatro municípios da regional. Até o momento não há casos confirmados de covid-19 na regional do Alto Acre.

No último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Xapuri, havia no município 39 pessoas sendo monitoradas, 9 das quais com sintomas de gripe, e 4 casos suspeitos sob análise. Já o Boletim Sesacre desta sexta-feira, diz que Xapuri teve, até o momento, notificados 6 casos suspeitos de covid-19, mas todos descartados pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas