Conecte-se agora

Delegacia estima em 26% aumento da violência contra a mulher durante pandemia

Publicado

em

A Delegacia de Proteção à Mulher estima que cresceu em cerca de 26% a violência doméstica no Acre ao longo do mês de março, período de avanço da pandemia do coronavírus no Estado.

A DEAM diz que semelhante fenômeno ocorre em outras regiões e países. O Tribunal de Justiça está atento e faz recomendações: “A orientação que faço é que as mulheres não retirem as medidas protetivas porque estarão asseguradas”, disse Eva Evangelista, desembargadora de Justiça.

O Monitor da Violência, do G1, diz que o Acre é o que tem o maior índice de homicídios de mulheres: 7 a cada 100 mil. Além disso, Acre e Alagoas são os Estados com a maior taxa de feminicídios: 2,5 a cada 100 mil.

A preocupação é que nos últimos dias, por conta do confinamento domiciliar, a violência contra a mulher cresceu substancialmente em um Estado que já é reconhecidamente violento às mulheres.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas