Conecte-se agora

Informação é tudo

Publicado

em

A reclusão das pessoas em casa, que ocorre no mundo todo para garantir o distanciamento social que previne a disseminação rápida do novo vírus teve como uma de suas maiores consequências a utilização maior dos recursos da Internet. Redes sociais, comércio eletrônico, serviços de entrega, sites de entretenimento e os diferentes modos de trabalho remoto aumentaram significativamente o tráfego de dados da rede mundial de computadores.

Somente um aplicativo que se popularizou para a realização de videoconferências cresceu de 10 milhões de usuários em dezembro passado para mais de 200 milhões em março.

De muitas formas, o isolamento físico entre as pessoas está sendo compensado pela aproximação pelos meios virtuais graças às facilidades que os telefones celulares de hoje, os smartphones, permitem com seu acesso à Internet e a facilidade de aquisição e instalação de programas aplicativos.

Mas o que parece ser uma janela para o mundo, se não tomarmos alguns cuidados essenciais, pode se tornar uma porteira escancarada para infratores. Falhas de segurança são comuns em programas de comunicação, por exemplo, e não faltam hackers para descobri-las e se aproveitar delas.

Cada vez mais nós permitimos que os aplicativos que instalamos tenham acesso aos recursos e informações do celular, como imagens, som, localização e que seus fornecedores registrem dados importantes e, muitas vezes, compartilhe essas informações com outros operadores. O comércio eletrônico é um grande usuário dessas informações, que permitem conhecer nossos gostos e interesses específicos e canalizar suas propagandas de produtos e serviços.

Mantemos hoje uma enorme quantidade de informações ‘em nuvem’. Mensagens, dados dos aplicativos, nossa agenda de endereços, telefones, compromissos. Muitas vezes até os dados bancários e de cartões de crédito estão protegidos por uma senha pessoal e a confiança que temos na Google, Apple e Microsoft.

O que chamamos de ‘ciberespaço’ é como um mundo novo, onde não conhecemos nem estabelecemos quase nada de suas regras. O que vemos dele são as facilidades que ele apresenta na superfície. Seus ‘desbravadores’, como os conquistadores do passado, buscam ocupar cada um seu espaço do território.

Abrir um link desconhecido, ou um vídeo ou mesmo uma imagem que vieram numa mensagem de Whatsapp podem infectar o sistema com um programa espião e repassar para oportunistas o domínio do computador ou celular e tudo o que você tem acesso com ele. Manter antivírus ativo e atualizado é sempre uma boa providência, mas não basta.

Tente gastar um tempinho para conhecer mais sobre os cuidados que se deve tomar na internet, sobre quais situações, tipos de site e de programas são mais perigosas e como os invasores agem, subornam, roubam e também blefam. Nesse mundo da informação, informação é tudo.


 

Roberto Feres escreve às terças-feiras no ac24horas

Anúncios

Acre 01

Cidades do Acre com maiores investimentos na saúde tiveram menos casos de Covid-19

Publicado

em

Continuar lendo

Extra Total

Brasil chega este fim de semana às 100 mil mortes

Publicado

em

Por

Continuar lendo

Acre 01

Idosos, crianças e transplantados são os que mais sofrem com o fumaceiro nesta pandemia

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE - AC24HORAS.COM
Continuar lendo

Coluna do Astério

A guerra no PP ainda não terminou

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas