Conecte-se agora

Chefe de cartel que comanda tráfico na fronteira com a Bolívia e o Peru é preso

Publicado

em

Nesta segunda-feira, 13, foi preso Gilberto Aparecido dos Santos, mais conhecido como o “Fuminho”, a prisão ocorreu em Moçambique (Africa).

A prisão de “Fuminho” contou com a participação do Itamaraty, da DEA – Drug Enforcement Administration, do Departamento de Justiça dos Estados Unidos e do Departamento de Polícia de Moçambique.

Ele constava na lista de procurados divulgada pelo Ministério da Justiça e estava foragido há mais de 20 anos.

Segundo investigações, ele teria se se estabelecido na região de Santa Cruz de la Sierra, próximo ao Estado do Acre, região em que comandou nos últimos anos PCC e Bonde dos 13, facções aliadas, tentam brecar o crescimento do Comando Vermelho, sem muito êxito.

A prisão de “Fuminho” foi comemorada pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em suas redes sociais. Moro afirmou que irá trabalhar junto a Moçambique para trazê-lo ao Brasil onde irá responder por seus crimes.

“Prisão de grande liderança do PCC, apontado como o principal fornecedor de cocaína para o Brasil. Congratulações à Polícia Federal e agradecimento à Polícia de Moçambique,à DEA e ao Departamento de Justiça dos EUA. Forte combate ao crime organizado no Governo do PR @jairbolsonaro”, disse seu tweet.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas