Conecte-se agora

Angelim está fora do jogo

Publicado

em

O ex-prefeito Raimundo Angelim  já comunicou à direção do PT que não disputará a prefeitura de Rio Branco, na eleição deste ano. Entre os argumentos usados está o que a sua família é contra voltar à política neste momento. Deve ter havido o pedido familiar, mas o que deve ter mais pesado na sua decisão é o péssimo momento político que se encontra o PT. Fora do governo, sem a prefeitura, sem um deputado federal, sem um senador e com a antiga Frente Popular do Acre completamente esfacelada. Experiente, sabe que ser candidato pela oposição no quadro deste lhe seria altamente desfavorável. O que o situou bem nas pesquisas foi o seu perfil de bom gestor e cidadão honrado, é um teto pessoal que nada tem a ver com o PT. Sem o ex-prefeito Angelim no jogo, com o ex-senador Jorge Viana correndo léguas de distância de vir a ser candidato à PMRB, o PT vai ter que e reinventar. Mesmo em baixa é o maior partido da oposição, situação que o empurra para ter uma candidatura própria à PMRB.

OUTRA AVALIAÇÃO

Outra avaliação que o ex-prefeito Angelim deve ter feito como economista é que, o próximo prefeito deverá pegar o país em péssima situação econômica, após o fim da pandemia do Covid-19. E com reflexo altamente negativa para os novos prefeitos administrarem. 

OU DISPUTA OU SOME

Os dirigentes do PT sabem que ou o partido disputa a eleição com candidatura própria ou então some do cenário. Tem que ter competidor para defender o seu legado. Nomes em especulação: Daniel Zen, Márcia Regina, Sibá Machado, Léo de Brito e Nazaré Araújo.

PESQUISAS VÃO DEFINIR

O BLOG tem a informação de que uma série de pesquisas serão feitas para avaliar qual dos nomes do PROGRESSISTAS postos até aqui – Tião Bocalom, José Bestene e Ney Amorim – têm mais densidade eleitoral na capital. É o que definirá o apoio do governador Gladson Cameli.

MAIS TEMPO A ESCOLHA

Caso prevaleça a tese da eleição municipal ser transferida para dezembro por conta do Covid-19, a medida dará mais tempo para cada candidato buscar ampliar os seus espaços. A maioria esmagadora da população nem sabe ainda quais são os candidatos a prefeito de Rio Branco.

COVID-19

A curva ascendente o descendente do Civi-19 é que vai marcar o início das articulações. No momento não há nem clima para que se faça uma pesquisa sobre candidatos à PMRB.

COMPROMISSO FECHADO

O senador Sérgio Petecão (PSD) me disse ontem que, vai esperar passar este problema do Covid-19, mas que em relação a uma candidatura a prefeito da capital o seu partido não lançará ninguém, mas decidiu que acompanhará o candidato que tiver o apoio do Gladson.

CAMINHANDO JUNTO

Petecão disse ontem ao BLOG de que montou uma chapa forte para vereador em Rio Branco e trabalha com a projeção de eleger de dois a três vereadores. Sobre a esposa Marfisa Galvão admitiu que, a depender do nome a ser lançado pelo grupo do Gladson, ela pode ser a vice.

TRABALHO DE CONVENCIMENTO

No Juruá, o senador Sérgio Petecão (PSD) promete fazer um trabalho de convencimento para que o governador Gladson Cameli, o prefeito Ilderlei Cordeiro, se juntem em torno da candidatura do ex-deputado federal Henrique Afonso (PSD) a prefeito de Cruzeiro do Sul.

UMA PERGUNTA AO MOISÉS

Um amigo do grupo liberal mandou uma pergunta sobre a possível nomeação do ex-PCdoB para um cargo de relevância no governo, já anunciado pelo governador Gladson Cameli: “Luiz Carlos, ele já renunciou publicamente ao comunismo”? Acho que não, e nem o fará, ora, pois.

CONVITE PESSOAL

De concreto sobre a filiação do Moisés Diniz ao PROGRESSISTAS, o que se sabe é que, aconteceu atendendo pedido pessoal do governador Gladson. É o que se sabe sobre este fato.

ELEIÇÃO PAROQUIAL

É um erro de amador se pensar que se mostrando como bolsonarista ferrenho, pode conseguir votos decisivos para vereador ou prefeito. Eleição municipal, aqui, é paroquial. Bolsonaro estourou de votos e seu candidato ao governo, Ulysses Araujo, teve votação pífia no Estado.

NÃO ESTÁ PARADO

Conversei ontem com uma figura do andar de cima do PT sobre a eleição municipal. Deixou claro estar ciente de que a aliança com o PSB não sairá, e por isso trabalha um nome próprio.

MEDALHÕES FORA

O partido não vai contar com suas principais lideranças para disputar a prefeitura da capital. O ex-governador Jorge Viana e o ex-prefeito Raimundo Angelim jaó deixaram claro que não serão candidatos. Binho Marques, nem pensar! Então, o PT tem de buscar solução alternativa.

CONTEXTO DIFÍCIL

Um político que integra a coligação da oposição contra a reeleição do prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (PMDB), admitiu ontem numa conversa com o BLOG que haverá dificuldade em derrotar o prefeito. E aponta a desunião da oposição como o maior empecilho.

DESDE QUE SEJA TUCANO

O que aconteceu em Sena Madureira é que os dirigentes da executiva regional do PSDB falavam muito em unidade da oposição, mas sempre puxaram brasa para a candidatura da ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB). Os outros partidos sentiram o golpe e pularam fora da canoa.

MAIS DO QUE NUNCA

Com o aumento do número de casos de contaminação pelo Covid-19, na capital, mais do que nunca se torna importante o isolamento social, para a situação não sair fora de controle. Nesta pandemia não cabe a discussão política, porque este é um caso exclusivo de saúde pública.

MERA FIGURAÇÃO

Basta dar uma olhada na lista dos até aqui dez candidatos a prefeito de Rio Branco, para se chegar ao entendimento lógico que a disputa principal ficará em torno de quatro candidaturas. As demais estão apenas para cumprir a tabela de atingir o teto da cláusula de barreira.

POÇO SECOU

Com o Covid-19, a queda das receitas, a tendência é que as prefeituras cheguem á eleição com o caixa baixo. Quem for candidato a vereador esperando ajuda financeira vá esquecendo. O tempo em que candidato a vereador tinha secretarias inteiras gastando para lhe eleger acabou. Os prefeitos terão que trabalhar no limite para não atrasar os salários dos servidores.

SITUAÇÃO ECONÔMICA GRAVE

Os próximos prefeitos, por mais que o antecessor tenha sido rigoroso na aplicação dos recursos, vão pegar prefeituras deficitárias e sem perspectivas de recuperação ao curto prazo. Após o Covid-19, será a vez da crise econômica, que atingirá os Estados e Municípios.

É MUITA INGENUIDADE

Um cardeal de batina preta e barrete palaciano comentou com o BLOG sobre a possibilidade do PROGRESSISTAS ter candidato próprio à PMRB, com uma indagação: “você acha que o Ney Amorim e o Tião Bocalom iriam se filiar só para fazer figuração e não ser candidato a nada?”.

ELEIÇÃO DIFERENTE

Uma das eleições mais renhidas é a de vereador, porque todos os candidatos disputam votos de um só nicho. É uma campanha localizada, onde mais do que o nome pesa ter base eleitoral, uma estrutura de campanha profissional e recursos financeiros. Fora isso é falar ao vento.

ENTRAM COM VANTAGEM

O fato do PSB ter quatro vereadores na sua chapa de candidatos a vereador já os deixa em vantagem sobre as outras candidaturas. Além das estruturas de gabinete também têm a experiência de campanhas e sabem onde devem ou não devem ir buscar votos.

PASSA POR ELE

Não sei se o prefeito Iderlei Cordeiro ainda será candidato à reeleição. Nada é impossível em política, mas a lógica mostra que é muita improvável de vir a acontecer. Mas uma coisa é certa, estando no poder será um apoio importante para qualquer candidato a prefeito.

FRASE MARCANTE

“Obstáculos são aquelas coisas medonhas que você vê quando tira os olhos do seu objetivo”. Moahmed Hussein. 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas