Conecte-se agora

Detentos idosos e doentes não estão sendo separados dos demais no presídio do Juruá

Publicado

em

Em Cruzeiro do Sul como forma de diminuir a possibilidade da entrada do coronavírus no Complexo Penitenciário Manoel Neri, a direção põe em quarentena os presos que são levados das delegacias para o local depois da prática de crimes.

Segundo o diretor Aslan Barbosa , inicialmente ficam 7 dias isolados e se apresentarem algum sintoma de coronavírus, ficam mais 7 e são avaliados pela equipe de saúde até serem levados para o bloco em que ficarão a espera de sentença e cumprimento da pena.

Com relação às orientações do Ministério Público ao IAPEN para tentar evitar a entrada da Covid-19 nas penitenciárias, a maioria é cumprida no presídio cruzeirense. Mas a medida preventiva de separar os presos idosos e doentes dos demais não é tomada no Manoel Neri.

A orientação do MP é que os detentos que fazem parte do grupo de risco devem ser separados em cada unidade. A medida inclui pessoas acima de 60 anos, com doenças crônicas ou respiratórias, obesos, grávidas em qualquer idade gestacional e puérperas até duas semanas após o parto.

O diretor do presídio cita que não há separação porque não há caso suspeito ou confirmado “mas já temos um local reservado caso aconteça. inclusive já respondemos ofício ao judiciário com essas informações “, cita.

A recomendação ainda diz que qualquer caso suspeito de coronavírus deve ser isolado imediatamente e encaminhado para atendimento de saúde adequado.

Sobre a higienização dos presos o promotor, Tales Tranin, determinou que o IAPEN garanta o acesso a água e itens de higiene pessoal para que os detentos possam lavar as mãos várias vezes ao dia com sabão ou higienização com álcool gel, além de reforçar a limpeza dos prédios, facilitar a circulação de ar e não permitir o compartilhamento de objetos pessoais como talheres, copos, escova de dente, colchões, entre outros.

Aslan conta que em Cruzeiro do Sul, desde a última segunda-feira, 6, os familiares estão entregando na direção do presídio, itens de higiene pessoal e produtos de limpeza para os detentos. A ação segue cronograma até o dia 17. Na ocasião, as famílias podem enviar cartas e mensagens aos parentes presos.

O promotor também orienta que o IAPEN forneça os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os servidores penitenciários, capacitando-os para usar os equipamentos de forma correta.

Para suprir a necessidade dos policiais penais e demais servidores com os EPIs, segundo o diretor , uma parte veio do IAPEN de Rio Branco, outros foram doados pela secretaria Municipal de Saúde e a gestão comprou outros, com recursos próprios da unidade.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas