Conecte-se agora

Facção criminosa determina fechamento de hotéis em Feijó

Publicado

em

Os hotéis em Feijó estão fechados. O motivo é a pandemia do coronavírus. Mas se você pensa que é uma decisão do poder público, se enganou. A decisão é de uma facção criminosa que atua no município.

A lei que impera á e a do silêncio e do medo. Mas, o que foi apurado é que a determinação veio por meio de um salve, que é como são chamados os comunicados das facções.

No salve, que foi compartilhado por mensagem de WhatsApp a facção determina que as pessoas fiquem em casa para não transmitir o coronavírus, e proíbe hotéis de receber novos hóspedes que venham de outras cidades.

Além de listar nominalmente os hotéis que devem fechar, o salve informa que vai ser averiguado se os estabelecimentos estão obedecendo a determinação.

A reportagem ligou para dois hotéis de Feijó em buscar de fazer uma reserva. Os dois confirmaram que não estão pegando novos hóspedes por causa da determinação da facção.

Há ainda a informação de que dois hotéis da cidade que descumpriram a determinação da facção foram alvejados à bala como forma de recado. “Nós gostaríamos que o poder público pelo menos ficasse sabendo. Sabemos que não resolvem nada, mas é um absurdo a cidade ficar refém disso”, diz uma moradora de Feijó que, como medo, pede para não ser identificada.

O mais complicado para a população e para os comerciantes é não ter nem se quer um delegado titular no município. Além do medo, não há um delegado efetivo em Feijó.

O ac24horas ligou para a delegacia de Feijó e a informação é de que o delegado Valdinei Soares estava em Tarauacá. Ao ligar para delegacia de Tarauacá, a informação dada é de que o delegado estava em uma missão na BR-364 e só poderia falar quando retornasse à cidade.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas