Conecte-se agora

O Aladim, a lampada mágica, o sonho e o gênio

Publicado

em

Sonhar não custa nada, diz o refrão do velho samba enredo da Mocidade Independente. E embalado neste sonho o deputado Jenilson Lopes (PSB) – um dos que foi visceralmente contra a prefeita Socorro Neri sair do PSB – montou a sua fantasia digna dos contos das Mil e Uma Noites. O nosso Aladim político sonha com um gênio saindo de uma lâmpada mágica e realizando o seu desejo de ver no mesmo palanque na eleição deste ano, o governador Gladson Cameli, a prefeita Socorro Neri, senador Sérgio Petecão (PSD), o ex-senador Jorge Viana (PT), o ex-governador Tião Viana (PT), o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) e outros expoentes da esquerda discursando pela reeleição da prefeita. Com isso estaria montado seu patamar para ter uma base e disputar um cargo majoritário em 2022, com a reeleição da Socorro. A sua estratégia tem a validade de uma nota de 300 reais. O deputado Jenilson Lopes (PSB), convenhamos, é um político novo, mas sagaz. Só que em alguns casos, como este, a esperteza cresce e come o dono. O Gladson subir num palanque com esta composição seria a decretação do fim da sua carreira política. Ficaria isolado entre os próprios aliados. Como o Aladim, a lâmpada mágica e o gênio só existem nos contos das Mil e uma Noites, o deputado Jenilson Lopes (PSB) vai ficar apenas com o sonho de uma aliança que só cabe na sua cabeça.

MUITO QUE APRENDER
O deputado Jenilson Lopes (PSB) tem muito ainda que aprender de política. Os cenários nem sempre são aqueles que são traçados. A aliança que projeta não é nem sonho, mas pesadelo.

CONVERSAS ABERTAS
As conversas dentro do PROGRESSISTAS agora serão no sentido de montar uma chapa para disputar a prefeitura de Rio Branco. Uma das vias seria ter a candidatura do ex-prefeito Tião Bocalom para prefeito e Marfisa Galvão (PSD) como sua vice. A discussão agora será aberta.

NOVOS CENÁRIOS
O certo é que o pessoal do PROGRESSISTAS tem hoje novos cenários para discutir uma candidatura a prefeito da capital, com lideranças como José Bestene, Ney Amorim e Tião Bocalom. E seja qual for a composição, o Gladson Cameli não terá como não se engajar.

NÃO TEMOS MAIS QUE PENSAR
O senador Sérgio Petecão (PSD) disse ontem ao BLOG DO CRICA que a prefeita Socorro Neri passou a ser página virada para uma aliança, e ressaltou que aceitaria discutir com os dirigentes do PROGRESSISTAS, uma chapa formada pelo Tião Bocalom e Marfisa Galvão.

TEM QUE RESPEITAR
Para o senador Sérgio Petecão (PSD), a prefeita Socorro Neri escolheu um campo político antagônico ao do governador Gladson Cameli, se ela não quis uma composição, tem que ser respeitada. É hora – segundo Petecão – do governador trabalhar o seu grupo político.

NÃO PODE FICAR
O senador Sérgio Petecão (PSD) defende que um partido como o PROGRESSISTAS, no poder, não pode ficar a reboque numa eleição municipal e tem de ter candidato a prefeito da capital.

PT VIBROU
Quem vibrou foram os petistas com a decisão da prefeita Socorro Neri de não fazer uma composição com o governador Gladson. Conversei ontem com alguns deles, e todos achando que no novo cenário pode ser aberta a perspectiva de dialogar com o PSB por uma aliança.

TAMANHO IDEAL
O tamanho ideal defendido por dirigentes petistas será a prefeita Socorro Neri aceitar o PT indicar o vice da sua chapa, já que o partido não tem um nome com potencial para a PMRB.

CABEÇA LÚCIDA
Quem mantém uma cabeça lúcida dentro do MDB é o senador Márcio Bittar (MDB), nesta questão da sucessão municipal. Na sua visão é um foco errado a pancadaria do deputado Roberto Duarte (MDB) no governador Gladson Cameli, porque isso deixou isolada sua candidatura a prefeito da capital. Perdeu o apoio do governo no primeiro e num eventual segundo turno.

ESTRATÉGIA ERRADA
O combativo deputado Roberto Duarte (MDB) de fato adotou uma estratégia errada. Quando era vereador o seu mote de bater no prefeito Marcus Alexandre foi certo, porque lhe deu um perfil de adversário do PT. Surfou na onda e se elegeu o deputado mais votado na capital. Bater no Gladson Cameli não vai lhe dar voto para prefeito, porque o Gladson não é candidato.

FATOS DISTINTOS
Candidatura a deputado é uma coisa. Você monta um bom grupo, estrutura financeira, faz um bom discurso e se elege. Para uma candidatura majoritária como a de prefeito é preciso muito mais que isso, é preciso aglutinar forças, ciscar para dentro, ninguém é candidato de si mesmo.

NÃO SEI, MAS SUPONHO
Não sei de certeza, mas suponho quem esteja dando esta coordenada errada ao Duarte.

NÃO MUDOU
O ex-deputado Walter Prado ligou para dizer que não se filiou ao PL, que é fiel ao PROGRESSISTAS e que, se for candidato a vereador será pelo seu partido de origem.

SITUAÇÃO INCÔMODA
Quem ficou numa situação incômoda foi o ex-deputado Moisés Diniz, que deixou o PCdoB para se filiar ao PROGRESSISTAS, na esperança que este seria  o caminho da prefeita Socorro Neri. Ela permaneceu no PSB, não sei como vai se virar. O PROGRESSISTAS terá candidato próprio.

LEVAR A SÉRIO
É bom levarem a sério esta questão do Covid-19. Vamos nos manter em casa e evitar aglomerações. No Amazonas, nosso vizinho, os casos já saíram do controle. Os infectologistas dizem que não chegamos ao pique da contaminação e recomendam o isolamento social.

TIRO NO PÉ
A aprovação deste projeto que “suspende” o pagamento dos consignados aos bancos é um tiro no pé para os devedores. A suspensão não atinge os contratos com os bancos, porque isso foge à alçada dos deputados estaduais. Quem não pagar, vai ter o nome no SERASA, e juros em cima de juros. Se o governo não passar o dinheiro, os devedores vão virar inadimplentes.

CALOS NAS MÃOS
O presidente do PT, Cesário Braga, vai ficar de mãos calejadas de tanto escrever textos a cada vez que alguém deixar o partido. A debandada foi grande depois da fragorosa derrota. Os que deixaram o PT têm debitado o partido estar hoje no fundo do poço ao grupo do Cesário no PT.

CARNAVAL DE BUMBO FURADO
Estão fazendo um carnaval de bumbo furado, a dívida com os bancos não será anistiada.

DNA DO CALEGÁRIO
A candidatura do empresário Jebert Nascimento pelo PRB tem o DNA do deputado Fagner Calegário, que além de se filiar ao partido levou o amigo para ser candidato a prefeito da capital. Vamos ver como se situará nas pesquisas quando a campanha começar.

ENGROSSOU A LISTA}
A lista de candidatos a prefeito de Rio Branco engrossou: Jarbas Soster (AVANTE), Jebert Nascimento (PRB), Fernando Zamora (PSL), Tião Bocalom (PROGRESSISTAS), Socorro Neri (PSB), Minoru Kinpara (PSDB), Roberto Duarte (MDB), Jeferson Barroso (PDT), Jamil Asfury (PSC) e Luziel Carvalho (SD). Serão dez candidatos pedindo votos para prefeito.

NÃO TENHO IDÉIA
Choveram perguntas de leitores sobre o motivo da prefeita Socorro Neri (PSB) optar por disputar a eleição por um partido sem estrutura na capital. Não tenho a menor idéia.

BURRICE TEM SEU PREÇO
O ex-prefeito Vagner Sales é um dos políticos dos mais articulados e sagazes que conheço. Não é de graça que venceu tantas eleições. Por isso não entendo esta atitude burra de amador de comprar briga com o governador no reduto deste. Isso poderá lhe custar caro na eleição.

MAIS DO QUE NUNCA
Depois dos últimos episódios na capital e em Cruzeiro do Sul nada mais necessário ao governador Gladson Cameli que tenha nomes fortes para disputar as duas prefeituras.

FRASE MARCANTE
“Vale mais arriscar-se a subir na figueira para tentar alcançar o figo do que deitar-nos á sombra dela e esperar que ele nos caia na boca”. José Saramago, escritor.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas