Conecte-se agora

Governo corta 50% de verba do Sistema S e salários de 700 trabalhadores no Acre devem atrasar

Publicado

em

O governo federal reduziu pela metade a contribuição obrigatória das empresas ao Sistema S por três meses. A previsão está em uma medida provisória publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de terça-feira, 31. Apenas as alíquotas de contribuição ao Sebrae não mudaram.

A redução é uma medida já anunciada pela equipe econômica e aguardava o ato do executivo. O objetivo é diminuir custos ao empregador em meio à pandemia do coronavírus. A cobrança reduzida começa a valer a partir desta quarta-feira, 1º, e segue até o dia 30 de junho. A estimativa é que as empresas deixem de contribuir com 2,2 bilhões de reais no período de três meses.

O presidente das Administrações do Sesc e Senac, Leandro Domingos, se manifestou na manhã desta quarta-feira, 1, em suas redes sociais afirmando que a medida trará mais prejuízos que benefícios para a sociedade.

“O governo federal, Através da MP 932, editada no dia de ontem, cortou 50% dos recursos do Sistema S, exceto do Sebrae. Como se não bastasse, a receita federal aumentou em 100% o valor que cobra para fazer a arrecadação. Tira do sistema S e aumenta a parte do governo. Mesmo a MP dispondo que o corte será por 90 dias, prever-se graves sequelas nas entidades em todo o país, principalmente nos estados do norte e nordeste, que não terão recursos para pagar sequer, a folha de pessoal. O governo parece não entender que apenas as grandes empresas pagam para o Sistema S. As micro e pequenas empresas são isentas do pagamento. A medida trará mais prejuízos que benefícios para a sociedade”, disse Domingos.

A medida deve acarretar uma série de demissões em massa no Estado e mais de 700 colaboradores podem ser demitidos . O Sesc e Senac no Acre possuem 538 empregados, 55 estagiários, 18 menores aprendizes e 165 prestadores de serviços, portanto, 776 pessoas que diretamente vivem com salários do Sistema.

A redução se junta ao adiamento no recolhimento de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dos meses de março, abril e maio para tentar ajudar o caixa dos empresários que tiveram o faturamento afetado pela crise.

Senai, Sesi, Sesc, Sest, Sescoop, Senac, Senat e Senar são as instituições afetadas pela MP. O texto também prevê que o Sebrae repasse para o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas ao menos metade do que arrecadar com uma cobrança adicional prevista em lei.

O Sistema S reúne entidades empresariais voltada a treinamento profissional, consultoria, assistência, entre outros serviços considerados de interesse público. Parte das contribuições e tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento é repassado para as entidades do Sistema S. As alíquotas das contribuições variam em função do tipo do contribuinte. Os percentuais integrais vão de 0,2% a 2,5%.

Atualmente, nove entidades compõem o sistema: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi); Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Existem ainda os seguintes: Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop); Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) e Serviço Social de Transporte (Sest).

Anúncios

Destaque 2

Coordenador de campanha de Minoru Kinpara é executado a tiros em Rio Branco

Publicado

em

O primo que era um dos principais coordenadores da atual campanha eleitoral do candidato a prefeito de Rio Branco, Minoru Kinpara (PSDB), foi assassinado com 18 tiros  na tarde desta quinta-feira, 22, em Rio Branco. A informação foi confirmada pela equipe de campanha de Minoru. Ao ac24horas, a esposa do candidato, Degmar Kinpara, disse que ninguém sabe ainda o que pode ter motivado o assassinato de Levi Freitas de Andrade Paulino, de 39 anos.

De acordo com a polícia, Levi estava tomando tereré quando homens chegaram em um veículo modelo Celta, de cor prata. Os suspeitos pararam o carro e chamaram a vítima para conversar. Foi então que os criminosos bandidos efetuaram vários tiros contra a vítima.

Levi foi atingido com vários disparos pelo corpo e mesmo baleado correu para dentro de uma residência de uma vizinha, onde caiu morto na área da casa. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A vítima trabalhava na linha de frente da campanha de Minoru, que tenta uma vaga na cadeira de prefeito de Rio Branco e já atuava em com o ex-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac) desde sua campanha para o Senado Federal, em 2018. Levi também era presidente da Associação de Moradores do bairro Hélio Melo, conhecido como Sapolândia.

A assessoria de imprensa de Minoru informou que está apurando mais informações para enviar uma nota aos veículos de comunicação. A agenda de Minoru que iria ocorrer na noite desta quinta-feira foi cancelada.

Continuar lendo

Destaque 2

Marqueteiro responsável por vitórias de Gladson deixa campanha de Socorro Neri

Publicado

em

Faltando pouco mais de 30 dias para as eleições 2020, o marqueteiro goiano Wilson Rodrigues, considerado uma espécie de “guru” do governador Gladson Cameli e responsável pelas memoráveis estratégias de campanhas vitoriosas nas eleições de 2014 e 2018, não faz mais parte da equipe de campanha da candidata a reeleição, Socorro Neri (PSB). A baixa foi confirmada por assessores palacianos próximo ao governador e a atual prefeita de Rio Branco.

O ac24horas apurou que por problemas pessoais, Wilson pediu desligamento da campanha, mas teria prometido “supervisionar de longe” o andamento dos trabalhos, sem participar das decisões. Profissionais do Estado de Goiás, conhecidos de Wilson, foram escalados para substituí-lo.

Nos bastidores circulou um boato de que o profissional de confiança havia sido dispensado pela prefeita, o que não foi confirmado pela reportagem, que apurou ainda que Wilson deverá vir ao Acre nos próximos dias se reunir com o governador.

Continuar lendo

Destaque 2

1 contra todos

Publicado

em

O que se observa até agora na disputa pela prefeitura de Rio Branco é que os candidatos estão passando ao largo dos verdadeiros problemas que a população gostaria de ver enfrentados e solucionados.

Existem ruas que precisam ser melhoradas, o transporte coletivo deixa a desejar, os postos de saúde não oferecem atendimento eficaz, por exemplo.

Ainda assim, entre tantas outras deficiências que afligem a população e a própria municipalidade, os partidos e seus candidatos estão mais preocupados com a sucessão de Gladson Cameli em 2020, sendo a prefeitura a alavanca para este intento.

É necessário reconhecer que Gladson Cameli foi extremamente generoso com os partidos da coligação que o levou ao Palácio Rio Branco.

Todos, sem distinção, foram muito bem gratificados. Diferentemente do PT, que nunca aceitou indicação de partidos diversos para cargos importantes, Gladson Cameli abriu a mão e concedeu aos aliados participação jamais vista na história política do Acre.

Ocorre, todavia, que os indicados pelos partidos da coligação, além de não darem conta do recado, agiam, e alguns ainda agem, como peças de um governo paralelo, como se fossem independentes da estrutura e da autoridade governamental.

A rigor, os partidos tentaram fazer uma administração plurigovermental.

Talvez a causa principal dessa dispersão tenha sido os partidos supostamente aliados tentarem negar o protagonismo e a força de Gladson na definição do candidato oficial da coligação. Queriam tê-lo apenas como financiador e cabo eleitoral de um Mateus que não fora parido por ele.

Insatisfeitos com a habilidade política do governador em não aceitar o cabresto, todos se uniram para derrotá-lo e, dessa forma, enfraquecê-lo na busca de sua reeleição.

Ocorre que Gladson Cameli faz uma aposta muito mais ousada: no lugar de ficar na acabrunhado na janela, vendo a banda passar, decidiu turbinar a candidatura à reeleição da prefeita Socorro Neri.

Com chances reais de sucesso, Gladson Cameli pode antecipar a vitória de 2022, levando muita gente a concluir que de besta ele só tem o andado.


Luiz Calixto escreve todas às quartas-feiras no ac24horas. 

Continuar lendo

Destaque 2

Forte onda de calor no Acre pode causar problema nos rins, coração e até pulmão

Publicado

em

A desidratação neste período de calor e de baixa umidade pode afetar órgãos e sistemas importantes do organismo

Nas últimas semanas o Acre tem sofrido ainda mais com a forte onda de calor que assola a maioria dos estados brasileiros, principalmente na região Norte nesta época. Temperaturas que chegam a 38°C e sensação térmica de mais de 40°C, aliadas à escassez de chuvas e a baixa umidade do ar, têm sido frequentes no estado, principalmente na capital acreana. Com isso, médicos passaram a alertar para a importância da hidratação mais incisiva da população neste período. Caso contrário, podem-se agravar males nos rins, coração e até no pulmão.

O médico pediatra e especialista em alergia e imunologia, Guilherme Pullici, concedeu entrevista à Rede Amazônica do Acre nesta terça-feira, 13, explicando quais cuidados as pessoas devem tomar para evitar problemas nos órgãos e sistemas vitais do corpo decorrentes do calor. Segundo o profissional, as doenças mais comuns nesse período são aquelas relacionadas à Pressão Arterial (PA), insuficiência renal, entre outras.

Entre as doenças causadas pela falta de cuidado e calor, estão: o comprometimento dos rins. “Uma dica é sempre prestar atenção na urina, ela tem que estar clara e relativamente abundante. A insuficiência renal aguda é uma das situações mais comuns, além da queda de Pressão Arterial (PA), mal estar, moleza no corpo, sensação de cansaço, tudo isso pode indicar a necessidade de consumir mais líquidos”, argumenta o especialista.

No coração, o forte calor aliado à falta de hidratação no corpo o torna alvo. “A queda da pressão arterial pode causa taquicardia”. Respiração mais rápida e cansada e sintomas do Sistema Nervoso Central (SNC), confusão mental, e problemas cognitivos temporários também podem ser ocasionados. “Mas a hidratação com alimentação adequadas é capaz de sanar todos esses problemas”, afirma o médico.

De acordo com Pullici, a primeira recomendação é a mais básica: se hidratar bem, tomar bastante líquido, principalmente água, e consumir bastante alimentos ricos em águia. “Além de alimentos ricos em agentes antioxidantes, que ajudam a combater os males do calor e das infecções que aparecem nessa época”, ressalta.

É necessário ainda que as pessoas evitem praticar atividades físicas em horários em que o calor é mais intenso, como no horário do almoço, por exemplo. “Assim estarão evitando que os sintomas da desidratação apareçam mais precocemente”.

Segundo o médico, a desidratação pode trazer consequências não somente às mais comuns, como queda da Pressão Arterial, mas também males para o coração, rins e pulmões.

“O calor em excesso pode trazer consequência para diversos órgãos e sistemas do nosso corpo. Recorrer ao sorvete, por exemplo, não é a melhor forma de se hidratar, pois além de conter bastante açúcar, tem muita gordura. Deve ser uma exceção e ocorrer de forma eventual”, garante o especialista.

O médico destaca que importante mesmo são os líquidos e principalmente os naturais. “Água em primeiro lugar. A água de coco também contém potássio, que é muito importante. Líquidos isotônicos são bons também porque contem minerais fundamentais para o funcionamento do organismo”.

Os alimentos salgados também são conhecidos como vilões em época de muito calor, pois acabam sendo prejudiciais devido ao excesso de cloreto de sódio, que pode aumentar ainda mais a demanda de água no corpo. “O consumo de fruta nesse momento é essencial, porque além de hidratar, tem os sais mineiras que são essenciais para o corpo, sem causar essa demanda excessiva de água”, diz Guilherme.

Deve-se haver também uma atenção especial para os idosos, que têm uma percepção de sede diminuída e acabam esquecendo-se de consumir água, mesmo em dias mais quentes. “Ficar muito tempo na piscina pode dar uma falsa sensação de estar hidratado e diminui a percepção da necessidade de consumir água”, diz o médico, alertando para a necessidade de andar com garrafa de água mesmo dentro da piscina.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas