Conecte-se agora

Jair Bolsonaro volta a atacar governadores após discurso minimizando o coronavírus

Publicado

em

Nesta quarta-feira (25) o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar prefeitos e governadores que, segundo ele, “são verdadeiros donos de seus Estados e municípios, proibindo tráfego de pessoas, fechando empresas…”, disse o presidente, mantendo o tom do pronunciamento em rede nacional da noite de terça-feira (24).

“O caos está aí, na nossa cara”, completou o presidente, minimizando os perigos do contato social por causa do coronavírus. “Ninguém sabe o que pode acontecer no Brasil. Eles estão arrebentando a economia, estão arrebentando os empregos”.

Após criticar genericamente, Bolsonaro apontou os governadores de São Paulo e Rio de Janeiro como “os poucos” que estão promovendo o caos. O presidente citou um certo “isolamento vertical” e vai debater esse proposta com o Ministério da Saúde. Isolamento vertical seria, na ideia do presidente, isolar apenas os idosos e vulneráveis.

Em carta pública, os secretários de Saúde dos Estados avaliaram negativamente a postura do presidente. “A fala dificulta o trabalho de todos, inclusive de seu ministro e técnicos. Todo o apoio à atuação do Ministério da Saúde e sua equipe, que tem trabalhado técnica e cientificamente em todos os momentos. Com saúde não se pode brincar e nem fazer apostas, diante do risco que corremos. É preciso discernimento, coragem e determinação para liderar, unificar e auxiliar a nação a superar mais este desafio de Emergência em Saúde Pública”.

Na contramão de Bolsonaro, o governador Gladson Cameli afirmou ao ac24horas que seguirá o decreto de calamidade e manterá todos os dispositivos sanitários para conter o avanço do coronavírus no Estado.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas