Conecte-se agora

Escolhida como referência para coronavírus, UPA do 2º Distrito passa por novas etapas de atendimento

Publicado

em

A rotina de quem trabalha na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito, escolhida pelo governador Gladson Cameli (Progressistas) como referência para casos do novo Coronavírus (Covid-19) mudou.

Em entrevista ao ac24horas, o enfermeiro Walyson da UPA 2º Distrito, relatou que, após a confirmação de transmissões comunitárias, a unidade teve que passar por uma reformulação no atendimento, que foi dividido em três etapas.

Na primeira etapa, o enfermeiro explica que o paciente precisa passa por um processo de higienização.

“Antes da entrada no saguão da UPA, nós colocamos uma mesa com orientação para os pacientes, ele [paciente] deverá realizar a higienização das mãos com álcool gel, após esse atendimento é dado uma máscara cirúrgica para todo o paciente que apresentar sintomas respiratórios”, relatou.

Na segunda etapa de atendimento da UPA, ele relata que o paciente é encaminhado ao balcão de atendimento para o preenchimento de ficha de atendimento. “Após o preenchimento da ficha, o paciente é encaminhado para classificação de risco, onde será avaliado pelo enfermeiro plantonista”, explicou.

Na terceira etapa de atendimento, o paciente é encaminhado ao médico que irá definir se será necessário ou não a realização do teste do Covid-19. Segundo ele, existem critérios para a realização do exame.

“Ele é encaminhado para atendimento médico, e após essa avaliação será decidido se ele será encaminhado para a realização do teste ou não. A coleta do exame tem alguns critérios, hoje, como temos casos de transmissão comunitária, todo mundo que apresenta sintomas respiratórios, pode ser considerado uma pessoa potencialmente com o novo Covid-19, mas a orientação é que busque a unidade somente aquelas pessoas que apresentem sintomas graves. A partir de agora, com o número de casos que já foram notificado. O que se pede é que só procurem quem apresentem sintomas graves, quem apresenta sintoma leve ou brando devem ficar em quarentena em casa”, relatou.

Veja o vídeo:

Anúncios

Extra Total 2

Jamyl prefere fazer olimpíadas de jogos a promover educação sexual nas escolas

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

No quarto dia da série de sabatinas promovidas pelo ac24horas com os candidatos à prefeitura de Rio Branco, nesta quinta-feira, 29, foi a vez da participação do policial federal e pastor evangélico, Jamyl Asfury, do Partido Social Cristão (PSC). Entre assuntos que passaram por saúde, educação, mobilidade urbana e gestão, o candidato reforçou seu posicionamento diante às diversidades religiosas enquanto gestor, postura e alianças políticas.

Jamyl se mostrou contrário à educação sexual nas escolas infantis da capital acreana. “Não há que se preocupar em educação infantil sexual. Já vemos de sobra o que acontece na internet. Nós vamos pensar em outra coisa”, diz o candidato. “Estou pensando em fazer diferente. Em fazer uma olimpíada nas escolas. Interclasses infantis, ali eu reforço a estrutura das famílias”, afirma.

O candidato finalizou o assunto dizendo que a educação sexual na infância é uma “metodologia comunista para destruir a estrutura das famílias”. “Trabalhamos o conceito cristão de compromisso com as pessoas”.

Assista na íntegra:

video

Continuar lendo

Destaque 4

Recursos liberados por Alan Rick garantem gestão eficiente na Segurança Pública do Acre

Publicado

em

A gestão do governador Gladson Cameli tem priorizado umas das áreas mais sensíveis da sociedade acreana: a Segurança Pública e o deputado federal Alan Rick (DEM) tem sido o principal parceiro, no âmbito da bancada federal do Acre no apoio a essa ação de governo.

Alan, aliás, é o parlamentar que mais tem apoiado a Segurança Pública. Nos últimos cinco anos destinou mais de R$ 11 milhões de suas emendas individuais para aquisição de equipamentos, viaturas, coletes, fortalecimento de programas de Segurança, estruturação de delegacias da Polícia Civil, equipamentos para o grupamento Giro da Polícia Militar, aquisição de equipamentos para o Corpo de Bombeiros, a reestruturação da DENARC – Delegacia de Repressão ao Narcotráfico e a instalação e ampliação do Cerco Eletrônico – moderno sistema de videomonitoramento que já tem ajudado as polícias civil e militar a prender bandidos e solucionar crimes na capital e interior, além de recursos para implantação da Casa de Justiça e Cidadania, na Cidade do Povo e apoio a projetos de alcance social do Tribunal de Justiça do Acre.

O trabalho que vem sendo realizado pelas forças policiais na administração do secretário de Segurança Pública, Paulo Cézar dos Santos tem se destacado pelas ações efetivas de combate e enfrentamento ao crime no Estado e uma das ferramentas mais importantes, o Cerco Eletrônico, é fruto de emenda de Alan Rick.

“Estive em Israel em 2016 para conhecer de perto seu sistema de videomonitoramento e os softwares de segurança utilizados pelas forças policiais e militares em Tel Aviv e Jerusalém. Lá tivemos a real dimensão da importância do Cerco Eletrônico para o sistema de segurança do Estado”, destaca Alan Rick.

Para 2021, o parlamentar já garantiu mais uma parcela de R$ 1 milhão, de suas emendas individuais, para ampliação do Cerco Eletrônico.

EFICIÊNCIA

Para se ter uma ideia dos bons resultados, basta dizer que o funcionamento do Cerco Eletrônico aumentou em mais de 50% a recuperação de veículos roubados na capital, além de evitar sequestros relâmpagos e ajudar na prisão de foragidos de ações policiais.

O Cerco funciona com sete barreiras, com 21 câmeras de monitoramento, espalhadas em pontos estratégicos. A princípio, a ferramenta está em operação apenas em Rio Branco, mas há parcerias em andamento com a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal para a implantação das câmeras também nas entradas e saídas dos municípios que fazem fronteira com o Estado.

O secretário de Segurança Pública, Coronel Paulo Cézar, inclusive, já manteve reuniões com autoridades da Bolívia para ampliar essa parceria também na área da fronteira.

Aliadas às ações permanentes das Polícia Civil e Militar, na capital e no interior, o Cerco Eletrônico é eficiente para o combate a diferentes tipos de crimes e especialmente contra o patrimônio, furto de veículos, tráfico de drogas e sequestros relâmpagos. Isso é possível porque o sistema registra a foto de todos os veículos que passarem pelas barreiras e as placas são lidas pelo equipamento, que armazena a informação na base de dados, graças a um software inteligente acoplado às câmeras.

“O projeto vai ao encontro das prioridades do governador Gladson Cameli que tem uma visão de futuro para o setor e determinou que busquemos as melhores condições para o enfrentamento da criminalidade”, afirma o secretário de Segurança Pública, lembrando que o uso da tecnologia avançada tem sido essencial para a polícia concluir com sucesso ocorrências em todo o Estado.

Continuar lendo

Extra Total

Nova pesquisa do Ibope confirma favoritismo de Minoru e, Bocalom já colado em Socorro Neri

Publicado

em

Divulgados na noite desta quinta-feira, 29, pela afiliada da Rede Globo no Estado, a TV Acre, os novos números da Pesquisa Ibope apontam nova situação na preferência dos eleitores de Rio Branco com relação à disputa para a Prefeitura de Rio Branco.

De acordo com o levantamento estimulado, o candidato do PSDB, Minoru Kinpara, tem 28% da preferência, seguido por Socorro Neri (PSB) com 23% e Tião Bocalom com 21%. Com a margem de erro de 4%, os candidatos estão empatados tecnicamente.

Já na quarta colocação, surge Roberto Duarte (MDB) com 11%. Já os candidatos Daniel Zen (PT), Jarbas Soster (Avante) e Jamyl Asfury (PSC) registraram 7%, 1% e 1%, respectivamente. Não souberam ou não responderam registraram 3% e brancos e nulos registrou 6%.

Quanto ao critério de rejeição, Daniel Zen é a que é mais rejeitado pelo eleitorado, registrando 36%. O segundo mais rejeitado é Socorro Neri com 33%, seguido por Bocalom e Duarte, ambos, com 25%. Jamyl tem 20% e Soster 21%. Minoru Kinpara é o que registrou a menor rejeição de 16%. 1% dos entrevistados afirmaram que votaria em todos. Não souberam ou não responderam marcou 3%.

Em relação ao levantamento anterior do Ibope, divulgado no dia 16 de outubro, Minoru Kinpara (PSDB) baixou de 29% para 28%, Socorro Neri (PSB) caiu de 26% para 23%, e Tião Bocalom (PP) subiu de 16% para 21%. Roberto Duarte (MDB) se manteve com 11%, Daniel Zen (PT) saiu de 5% para 7%, Jarbas Soster (Avante) foi de 2% para 1%. Jamyl Asfury (PSC) se manteve com 1%.

Branco/ Nulo também se manteve com 6%. Não sabe ou não respondeu: saiu de 4% para 3%. Contratada pela Rede Amazônica, a pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 27 a 29 de Outubro e ouviu 504 entrevistados. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Acre.

Continuar lendo

Cotidiano

Manoel Moraes diz duvidar que seu nome conste em documentos apreendidos pela PF

Publicado

em

Um dos alvos da Operação Dirty Safe, deflagrada nesta segunda-feira, 29, para apurar desvios de recursos em contratos e esquema de “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado estadual Manoel Moraes (PSB) divulgou uma nota de esclarecimento sobre os fatos.

Na nota distribuída na tarde desta quinta-feira, a assessoria do deputado diz que nunca houve qualquer mandado de prisão ou ordem de afastamento do cargo em seu desfavor, continuando o parlamentar no desempenho de suas funções normalmente junto à Assembleia Legislativa.

Moraes também afirma que sua relação com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Júnior, que foi afastado cautelarmente do cargo por 90 dias, é “estritamente profissional e institucional, não havendo entre eles qualquer tipo de negócios no âmbito pessoal e/ou empresarial”.

O deputado ainda enfatizou que sequer conhece os empresários e assessores citados nas investigações, e que por essa razão acredita estar sendo vítima de um mal-entendido, possuindo sérias dúvidas de que seu nome realmente conste em algum documento apreendido pela Polícia Federal.

Por fim, Manoel Moraes afirmou que está em seu terceiro mandato de deputado estadual e que sempre pautou seu trabalho pelos preceitos éticos e legais, possuindo conduta ilibada, ficha limpa e a consciência tranquila, já tendo se colocado à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos.

A íntegra da nota:

Nota de Esclarecimento

Em respeito aos familiares, amigos, apoiadores e a todo o povo do Acre, o Deputado Estadual Manoel Moraes esclarece os seguintes pontos sobre o que vem sendo noticiado em decorrência de Operação realizada pela Polícia Federal.

1. Nunca houve qualquer mandado de prisão ou ordem de afastamento do cargo em desfavor do Deputado Manoel Moraes. O parlamentar continua desempenhando suas funções normalmente junto à Assembleia Legislativa;

2. O Deputado Manoel Moraes está em seu terceiro mandato e sempre pautou seu trabalho pelos preceitos éticos e legais, possuindo conduta ilibada, a ficha limpa e a consciência tranquila;

3. A relação do Deputado Manoel Moraes com o Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Nicolau Júnior, é estritamente profissional e institucional, não havendo entre eles qualquer tipo de negócios no âmbito pessoal e/ou empresarial;

4. O Deputado Manoel Moraes sequer conhece os empresários e assessores citados nas investigações, por isso, acredita estar sendo vítima de um mal-entendido, possuindo sérias dúvidas de que seu nome realmente conste em algum documento apreendido;

5. Ciente de sua retidão e inocência, o Deputado Manoel Moraes já se colocou à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos.

Assessoria

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.