Conecte-se agora

Cesário Braga faz desabafo sobre discurso de Bolsonaro

Publicado

em

Um dos infectados pelo novo coronavírus (Covid-19), o presidente do Partido dos Trabalhadores no Acre, Cesário Braga, usou as suas redes sociais na noite desta quarta-feira, 25, para falar acerca do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que criticou o fechamento de escolas para combater a epidemia do coronavírus, atacou governadores e culpou a imprensa pelo que considera clima de histeria instalado no país.

Cesário relatou que momentos difíceis exigem decisões difíceis e destacou que a opinião da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Bolsonaro são soluções simples para um problema complexo. “Não basta manter a quarentena, como também não basta encerrá-la. Precisamos resolver os dois problemas, não apenas escolher um”, afirmou.

Braga, que se encontra em quarentena desde que apresentou os primeiros sintomas do vírus, afirmou que a vida não pode ser colocada acima da economia. “A vida é inegociável, acredito muito na ciência e na medicina moderna, por isso, não tem como não seguir a opinião dos especialistas e defender a manutenção da quarentena”, relatou.

O petista sugeriu que os governantes encarem o problema econômico resultante da quarentena com o Estado agindo como mediador social. Ele pediu o cancelamento das eleições 2020 e a utilização do fundo eleitoral nos programas de prevenção ao coronavírus.

“Se quisermos dar passos largos na busca de soluções efetivas, não basta a politicagem que todos estão fazendo falando do fundo eleitoral, devemos pensar em parar de pagar os juros da dívida pública para banqueiros e rentistas, ampliar a taxação de ricos e grandes fortunas entre outras medidas que podem ser fontes de arrecadação para custear a permanência na quarentena dos autônomos e subempregados”, encerrou.

Veja:

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas