Conecte-se agora

Respondendo processos, dirigente do Podemos é solto com tornozeleira após agredir esposa

Publicado

em

Marcos Alexandre Barbosa Bezerra, 28 anos, foi preso no último sábado, 21, após agredir sua companheira, a consultora de vendas, Vanusa Xavier, e foi encaminhado pela Polícia Militar para a Delegacia de Flagrantes. De lá, o presidente do Podemos em Rio Branco participou de uma audiência de custódia na Cidade da Justiça com o juiz plantonista Cloves Augusto Alves Cabral Ferreira, e ganhou liberdade provisória com uma série de medidas cautelares.

Entre os impedimentos, o dirigente está proibido de entrar no apartamento onde morava com sua companheira no Conjunto Castelo Branco e também proibido de se aproximar de Vanusa ou de qualquer familiar dela por no mínimo 200 metros, além de ser obrigado a usar uma tornozeleira eletrônica pelos próximos 90 dias.

O ac24horas apurou que o casal havia participado de um jantar na residência do vereador Railson Correia (Podemos) quando ao irem para casa, iniciaram uma discussão. O dirigente partidário teria dado dois tapas em sua companheira que dirigia o veículo e acabou perdendo o controle da direção, vindo a colidir próximo ao Celeiro Beer.

A polícia compareceu ao local e o carro foi rebocado num primeiro momento. O casal teria se encaminhado para casa, no Conjunto Castelo Branco, quando não satisfeito, Marcos iniciou uma série de agressões verbais. A polícia Militar foi acionada novamente e encaminhou os dois a Delegacia e prendeu Marcos em flagrante.

Num breve levantamento feito junto ao Tribunal de Justiça, a reportagem apurou que esse não é a primeira confusão envolvendo mulher que o dirigente do Podemos responde na justiça. Marcos tem pelo menos 5 procedimentos instaurados contra ele de pelo menos duas ex-companheiras, todas relacionadas a violência doméstica e medidas protetivas conforme pode ser comprovado em sua ficha de antecedentes criminais.

O promotor de justiça Wendy Takao, que foi favorável à soltura de Marcos desde que ele obedecesse a uma série de medidas restritivas, ressalta o histórico do dirigente do Podemos em seu despacho.

“Percebe-se que Marcos Alexandre Barbosa Bezerra responde a diversos processos perante a Justiça Criminal, todos eles da Vara de Proteção à Mulher, envolvendo outras

vítimas, conforme faz prova a certidão de antecedentes de folhas 21 e 22. Apesar disso, extrai-se que os delitos noticiados nos autos não são considerados de alto potencial lesivo, sendo que, em caso de condenação, é bem provável que o regime de cumprimento da pena a ser imposto não será o mais severo, ante a dinâmica alegada pela vítima [Vanusa]”, frisou o membro do Ministério Público.

CANTOU LIBERDADE E SE AFASTOU DA PRESIDÊNCIA

Após ser solto, Marcus Alexandre publicou neste domingo, 22, em sua página no facebook uma nota de esclarecimento destacando que é filiado ao Podemos desde 2015 e que tem “uma conduta política sem em defesa das boas práticas e causas”.

“Cheguei ao PODEMOS e passei por todo um processo de crescimento interno para chegar aonde cheguei na presidência Municipal, nesse momento quero deixar a executiva estadual bem a vontade para tomar todas as decisões cabíveis, me coloco a disposição para continuar fazendo o que sempre fiz, que é o crescimento do nosso partido, vejo que nesse momento o melhor a se fazer é se afastar da executiva municipal e que eu possa me concentrar em provar minha inocência, na qual acredito”, argumentou Marcos.

Apontado como “protegido” do vereador Railson Correia, presidente estadual do partido, Marcos Alexandre tratou de aliviar a barra do parlamentar. “Quero deixar claro também que o Vereador Railson Correia não pode ser crucificado ou massacrado por uma atitude pessoal de qualquer correligionário, nossa relação sempre foi política, de confiança e de mérito interno”, frisou, afirmando que que toma essa decisão “por achar que é o melhor para todos, até que tudo se resolva e tudo seja esclarecido da melhor maneira possível”, ressaltou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas